Petrobras: Consumo de combustível cresceu 23,2% até novembro

Petrobras: Consumo de combustível cresceu 23,2% até novembro

Mercado brasileiro total de derivados líquidos cresceu 11%

O consumo de gasolina do mercado interno brasileiro cresceu 23,2% até novembro, na comparação com 2010. A informação foi divulgada nesya terça-feira (20) pelo diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa. O mercado brasileiro total de derivados líquidos cresceu, no mesmo período, 11%.

?Quando falamos esse número em seminários fora do Brasil, ninguém acredita, acham que é 2,3% e não 23%?, comentou o diretor, lembrando que o crescimento na venda de gasolina em 2010 foi de 18%.

?É bastante impressionante o crescimento nas vendas de derivados líquidos em relação ao PIB. No ano passado, o PIB cresceu 7,5% enquanto a venda de derivados subiu 10%. Para este ano, o governo prevê crescimento de 3,5% do PIB e as vendas de derivados, até novembro, subiram 11% em relação ao ano passado?, disse.

A Petrobras tem aumentado as importações do combustível derivado de petróleo para compensar uma queda na produção de etanol.

"Cerca de 30 a 40 milhões de pessoas mudaram de classe social no Brasil nos últimos anos e o consumo de gasolina está diretamente relacionado ao aumento do poder de compra da população. Além disso, houve quebra na safra de cana, o que deixou o preço do etanol pouco competitivo", disse Costa.

Para o diretor, a a demanda por gasolina deve se manter em alta, uma vez que não há perspectivas de oferta adicional de etanol em 2012.

O consumo de querosene de aviação (QAV) até novembro registrou alta de 11,4%, e o de diesel, de 9,3%. Os dados fechados do ano devem sair em 2 ou 3 de janeiro.

O diretor informou que a capacidade de refino cresceu entre 80 mil barris de petróleo por dia (bpd) e 100 mil bpd em 2011 devido a melhoras operacionais, na comparação com 2010. Para 2012, a perspectiva é manter a capacidade de refino em 1,850 milhão bpd, em média.

Importações em alta

Costa informou também que a Petrobras atingiu nesta semana nível recorde de importação de gasolina de 100 mil barris por dia. Esse volume é quase um quarto de todo o consumo do país, de 449 mil barris por dia.

Com o pico, a estatal revisou para cima a média de importações em 2011, de 45 mil para 47 mil barris diários. No início de dezembro, as importações haviam atingido 70 mil barris/dia.

A média de importação de gasolina em 2012 foi estimada em 55 mil barris diários.

Fonte: G1