Credora exige na Justiça um aporte de cerca de US$ 330 mi de Eike na OSX

A ação da empresa deve questionar o plano de recuperação do estaleiro, que inclui cláusula isentando Eike de responsabilidade.



Credora da OSX quer que Eike Batista cumpra integralmente acordo firmado em 2010 de injetar até US$ 1 bilhão na empresa

O grupo ítalo-argentino Techint, um dos principais credores da OSX, tenta exigir, judicialmente, que o empresário EIke Batista, controlador do estaleiro, cumpra integralmente o compromisso firmado em 2010 de injetar até US$ 1 bilhão na empresa, de acordo com informações publicadas pelo jornal O Estado de S. Paulo. A Justiça indeferiu o pedido em primeira instância e o Ministério Público também se posiciona contra a argumentação da empresa. A Techint tem R$ 158 milhões a receber da OSX por serviços ligados à construção de duas plataformas de petróleo.

A ação da empresa deve questionar o plano de recuperação do estaleiro, que inclui cláusula isentando Eike de responsabilidade. A partir de março de 2010, um acordo decidiu que US$ 1 bilhão deveria ser investido na OSX. Eike cumpriu parte do trato: foram duas operações de US$ 250 milhões, uma de US$ 120 milhões e a última, em agosto passado, de US$ 50 milhões. A credora quer que o empresário aporte os US$ 330 milhões restantes. Enquanto é cobrada pela Techint, a OSX move ação contra a fornecedora por suposto sobrepeço na construção das plataformas.

Fonte: Terra