Crescimento do setor aéreo dá sinais de desaceleração

Ocupação em voos das empresas brasileiras para o exterior também recuou.

O crescimento setor de transporte aéreo começa a dar sinais de desaceleração, de acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), com índices de crescimento, em novembro, inferiores aos registrados ao longo do ano.

No mês passado, a demanda por rotas domésticas no mês de novembro foi 19,18% superior a ao mesmo mês do ano passado. A ocupação, no entanto, ficou estável no mesmo período e vem caindo nos últimos meses: foi de 73,38% em setembro, passou a 71,38% em outubro e, em novembro, registrou 68,41%.

No segmento internacional, o crescimento da demanda recuou de 26,97% em setembro, comparado ao mesmo mês do ano anterior, para 25,04% em outubro e para 20,46% em novembro. A ocupação nos voos das empresas brasileiras para o exterior recuou do recorde de 82,79% em outubro para 75,69% em novembro.

Fonte: g1, www.g1.com.br