Crise atinge 63% das pequenas empresas brasileiras

Levantamento incluiu 4,2 mil empresas brasileiras

Uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira (22) pelo Sebrae-SP mostrou que a crise financeira internacional atingiu 63% das micro e pequenas empresas brasileiras. O levantamento foi feito entre os meses de março e maio de 2009, com 4,2 mil pequenos negócios brasileiros.

Entre os impactos da crise internacional, destacam-se a queda de demanda (60%) e as taxas de juros (45%). As empresas afirmaram ter dificuldade em levantar dinheiro nos bancos e também sentem que estão pagando taxas mais altas.

Embora os empresários também tenham sentido a alta dos preços dos produtos importados e a redução de prazos para pagamentos de fornecedores, somente 2% dos ouvidos disseram ter sentido o aumento da inadimplência dos clientes.

Regiões e setores

Entre as regiões, as empresas do Sudeste e Centro-Oeste foram os que disseram ter sentido com mais gravidade a crise econômica (64%).

Entre os setores, a indústria sentiu mais os problemas da economia, com 67% dos entrevistados do segmento alegando ter tido redução de faturamento. No comércio, este índice foi de 66%; nos serviços, de 56%.

Fonte: g1, www.g1.com.br