Curitibano recebe conta telefonica  de R$ 33 mil pela segunda vez

Curitibano recebe conta telefonica de R$ 33 mil pela segunda vez

Renato Marschalk procurou a operadora, mas problema não foi resolvido

O telefone do curitibano Renato Marschalk foi cortado depois que ele se recusou a pagar R$33 mil por várias ligações, que ele garante que não fez. É o segundo mês que ele recebe uma cobrança com esse valor.

O eletricista tentou várias vezes entrar em contato com a operadora de telefonia Oi, mas não houve negociação. ?A gente fica passando vergonha com um negócio desse ai. Fica passando transtorno. Liga e fica 30 minutos na ligação, perdendo tempo até eles atenderem e dizer que passou em análise?, revolta-se o trabalhador.

A conta referente ao mês de maio veio com o valor de R$33.218, com ligações para os estados do Rio de Janeiro, Goiás e São Paulo. Já a nova cobrança, no valor de R$ 33.440, oferece a "oportunidade imperdível" de pagar a dívida. A carta ainda alerta para a possibilidade de incluir o nome de Renato nos cadastros de maus pagadores.

Ele não é o único que enfrenta problemas com a operadora de telefonia. O aposentado Arthur Wilson Stinghen também teve o telefone cortado, sem nenhuma explicação.

Ainda sim, as faturas continuaram a ser descontadas da conta do aposentado, pois estavam em débito automático. ?Como pode acontecer um negócio desses, cobraram uma conta que não é minha, que não vem no meu nome, vem somente no meu endereço?, explicou.

Depois de perder a paciência com o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) da Oi, Arthur procurou o Procon-PR, onde descobriu que não era mais o dono da linha que tinha há mais de 30 anos. Segundo ele, a operadora vendeu a linha para uma empresa sem comunicá-lo. ?Colocaram para uma empresa com o meu endereço residencial, como se a empresa tivesse sede no meu apartamento?.

A queixa no Procon surtiu efeito e o telefone voltou a funcionar. Já a linha continua no nome da empresa. Agora, ao menor sinal de problemas, o aposentado já sabe como proceder. ?Vou usar o Procon como todo o cidadão brasileiro faz. Ai eu acredito que vai resolver?.

A Oi informou que irá verificar os casos.

Fonte: G1