Déficit da Previdência ultrapassa R$ 40 bi

Em outubro, arrecadação bate recorde e déficit soma R$ 2,77 bilhões

O déficit do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a previdência do setor privado, somou R$ 41,99 bilhões de janeiro a outubro deste ano, informou nesta quarta-feira (25) o Ministério da Previdência Social. Com isso, o resultado negativo cresceu 16,9% em relação a igual período do ano passado (-R$ 35,89 bilhões).

Também o pior resultado para os dez primeiros meses de um ano desde 2007, quando o déficit totalizou R$ 43,56 bilhões. O Ministério da Previdência informou que o principal fator que contribuiu para o aumento do déficit do INSS no acumulado deste ano é a elevação do salário mínimo para R$ 465.

Arrecadação e pagamento de benefícios Nos dez primeiros meses de 2009, a arrecadação líquida do INSS totalizou R$ 141,27 bilhões, o que representa uma elevação de 4,6% em relação ao mesmo período de 2008. Já o pagamento de benefícios somou R$ 183,26 bilhões de janeiro a setembro deste ano, com crescimento de 7,2% frente ao mesmo período do ano passado.

Mês de outubro Somente no mês de outubro, o déficit do INSS totalizou R$ 2,77 bilhões, o que representa uma queda de 69,8% frente ao mês de setembro deste ano, quando o resultado negativo somou R$ 9,17 bilhões, o pior resultado em dois anos. Entretanto, na comparação com outubro de 2008, quando o déficit somou R$ 1,99 bilhão, houve um crescimento de 39,1% no déficti da Previdência Social.

Por conta da criação de empregos formais, o secretário de Políticas de Previdência Social, Helmut Schwarzer, informou, porém, que a arrecadação líquida do mês de outubro é recorde para todos os meses - excetuando-se dezembro quando há o décimo terceiro salário.

Em outubro, a arrecadação líquida do INSS somou R$ 14,86 bilhões. Projeções Segundo o Ministério do Planejamento, a previsão para o déficit da Previdência Social neste ano está em R$ 41,5 bilhões. Entretanto, este número já foi atingido somente até outubro. Por isso, Schwarzer, do Ministério da Previdência Social, informou que deve haver um "ajuste" desta previsão para cima.

Para novembro, ele projeta um resultado negativo, mas, para dezembro, estima um superávit nas contas do INSS. Em 2008, o déficit do INSS somou R$ 36,2 bilhões, com queda de 19,3% frente ao resultado negativo de 2007, que somou R$ 44,8 bilhões. Foi o primeiro recuo desde 1995. Para 2010, a proposta de orçamento, já enviada ao Congresso Nacional pelo Ministério do Planejamento, traz uma previsão de um resultado negativo de R$ 38,9 bilhões para o INSS.

Fonte: g1, www.g1.com.br