Déficit habitacional diminui no Piauí, diz pesquisa IPEA

De acordo com o IPEA, o Piauí teve uma redução no déficit habitacional, sendo a maior de todo o Nordeste

Pesquisa do IPEA divulgada ontem mostrou que o déficit de moradias no Piauí reduziu. Muitas são as razões para obtenção destes resultados. Entre eles os programas do governo federal como o Minha Casa Minha Vida e Pró- Moradia, que sem dúvida está colaborando para melhorar os índices. O Piauí teve a maior redução no déficit no Nordeste. O déficit de moradias de 133.436 passou a ser de 96.352, em 2012.

Itanilda Luiza foi uma das beneficiadas pelo programa Minha Casa Minha Vida. Ela é moradora e síndica do Residencial Bem Viver, zona sul da cidade, que foi inaugurado em janeiro deste ano. Lá, 400 famílias foram beneficiadas com o primeiro condomínio de apartamentos do Programa Minha Casa Minha Vida.

Ela morava com o cunhado e agora possui um lar para chamar de seu. Segundo ela, estes projetos são fundamentais para pessoas que precisam de moradia e com certeza contribuíram para melhoria nos índices.

?Pra quem morava de aluguel, vivia em áreas de risco, na periferia, um empreendimento como este é uma bênção. Acho que quanto mais famílias forem beneficiadas, melhor?, observa Itanilda que uma residência digna é um direito que deve alcançar toda a população.

O Pró-Moradia é um programa do Governo Federal que oferece acesso à moradia. O Residencial Jacinta Andrade, por exemplo, foi construído com verbas deste programa.

Estes imóveis são destinados à população em situação de vulnerabilidade social e com rendimento familiar mensal preponderantemente de até R$ 1.395,00.

Este programa possui três áreas de atuação definidas: urbanização e regularização de assentamentos precários; produção e compra de conjuntos habitacionais; desenvolvimento institucional, que promove políticas públicas no setor habitacional.

Com a mesma finalidade, o Programa Minha Casa Minha Vida é outro programa do governo federal que já beneficiou famílias em Teresina. Em outubro foram sorteadas 4.231 mil casas da segunda etapa do projeto e, além disso, foram sorteadas mais 2.291 pessoas para o cadastro reserva.

Fonte: Vicente de Paula