Demanda por TVs para Copa dobra a fabricação de novos eletrodomésticos

Linha marrom tem incremento de 51,5% motivada pela compra de aparelhos, calcula IBGE


Demanda por TVs para Copa dobra a produção de eletrodomésticos

A proximidade da Copa do Mundo impulsionou a fabricação de aparelhos de televisão nos últimos meses, segundo dados da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A fabricação de eletrodomésticos da linha marrom, que incluem os aparelhos de TV, registrou um salto de 51,5% no primeiro trimestre deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado.

"A produção da linha marrom já vinha com crescimento, mas agora está muito acima. E, claramente, os televisores estão impulsionando o resultado desse segmento", afirmou André Macedo, gerente da pesquisa na Coordenação de Indústria do IBGE.

No quarto trimestre de 2013, a produção já tinha subido 24,1%, após altas de 15,3% no terceiro trimestre e de 11,4% no segundo trimestre do mesmo ano. Em março, a fabricação dos eletrodomésticos da linha marrom aumentou 42,2% em relação a março de 2013.

"O evento Copa do Mundo justifica a maior intensidade na produção desses itens (televisores)", confirmou Macedo.

Em termos de resultado por produto, os televisores se destacaram em março, mas o peso do item não é tão relevante para alterar significativamente o total da indústria.

"As TVs seriam um destaque em termos de magnitude (de crescimento) da taxa. Claro que a Copa do Mundo afetou a antecipação de produção para esse segmento. Mas, em termos de impacto das atividades, a indústria tem o setor extrativo e de derivados de petróleo como segmentos com destaque por comportamentos positivos", apontou o pesquisador.

Em março ante fevereiro, a produção de coque, derivados do petróleo e biocombustíveis subiu 5,4%, a maior contribuição positiva para o total da indústria, seguida pelas indústrias extrativas, com expansão de 2,4%.

Fonte: Estadão, www.estadao.com.br