Desemprego na zona do euro cai pela primeira vez em dois anos no Brasil

Na comparação com maio, 24 mil europeus a menos estavam sem emprego em junho no bloco monetário

O número de pessoas desempregadas na zona do euro caiu pela primeira vez em mais de dois anos em junho, no mais recente sinal de que a economia do bloco pode estar saindo da recessão, enquanto a inflação permaneceu inalterada em julho.

Na comparação com maio, 24 mil europeus a menos estavam sem emprego em junho no bloco monetário, informou a agência de estatísticas da UE Eurostat nesta quarta-feira (31), a primeira queda desde abril de 2011.

Embora seja pequeno demais para impactar o nível geral de desemprego na zona do euro, que ficou estável em um recorde de 12,1% pelo quarto mês seguido, os dados revertem a alta aparentemente inexorável nos números de desemprego.

A inflação baixa também ajudou as famílias que lutam com o impacto de três anos e meio de crise de dívida na zona do euro. A inflação anual ficou inalterada em 1,6% em julho, de acordo com a primeira estimativa da Eurostat para o mês, mesmo nível de junho.

Os gastos com alimentos, álcool e tabaco durante o verão europeu em julho foram os principais fatores por trás da alta nos preços, segundo a Eurostat.

Fonte: UOL