JMN: Diferença de preços é mínima durante a semana em Teresina, afirma auditoria

JMN: Diferença de preços é mínima durante a semana em Teresina, afirma auditoria

A variação de preços dos atacadistas foi mínima, apenas um estabelecimento aumentou o preço e outro manteve valor da cesta

Os preços permaneceram praticamente inalterados na auditoria dos atacadistas desta semana. Apenas um dos estabelecimentos

visitados mostrou aumento, ainda assim,com percentual praticamente

inexpressivo: o Makro, que figurou na terceira posição com soma de

R$ 48,82 (0,8% a mais que a soma dos mesmos itens na segunda-feira).

O primeiro colocado, o Atacadão, alcançou redução de 1,3% (soma de R$ 45,34 na auditoria), enquanto o Maxxi mostrou uma pequena queda e teve soma de R$ 46,45. O Atacadão não alterou seus preços e permaneceu na quarta posição. Por isso, a diferença entre primeiro

e último colocados foi de R$ 3,93.

Ontem, aliás, as atenções se voltaram para o varejo, com a notícia de que as vendas do comércio varejista brasileiro cresceram 4,3% em 2013, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse foi o pior crescimento anual desde 2003, quando foi verificada queda de 3,7%.

O resultado, apesar de positivo, também foi quase a metade do registrado em 2012, quando o volume de vendas cresceu 8,5%, fortemente influenciado pelo aumento no segmento de hipermercados. No ano passado, as vendas desse setor também cresceram, mas em ritmo bem menor, puxadas por artigos de uso pessoal e doméstico.

SUPERMERCADOS - A checagem de preços do Jornal Meio Norte realizada esta semana indicou que o Hiper Bom Preço é o supermercado

com os itens mais baratos, alcançando o total de R$ 188,07. Este supermercado teve uma redução nos preços, embora tenha sido pequena, com uma variação de -0,31%. No início da semana, o valor total dos produtos chegava a R$ 188,65, já no meio da semana

o valor registrado foi de R$ 188,07, uma diminuição de apenas R$ 0,58.

O Pão de Açúcar, que ocupava o terceiro lugar no início da semana, com um total de R$ 190,30 para os itens pesquisados, passou a ser o segundo colocado nesta auditoria, com o valor total de R$ 191,07. Em relação

à variação percentual, este supermercado teve um aumento na cesta de produtos em R$ 0,77 ou 0,40%.

Na terceira colocação na corrida pelos preços mais baratos ao consumidor ficou o Extra, que também teve aumento do seu total comparado ao total encontrado no início da semana. O valor total da cesta foi de R$ 191,79 nesta auditoria, um índice maior do que dos demais (2,62%).

Em último lugar está o Carvalho, que apesar de apresentar uma diminuição em seu total, ainda ficou na última colocação. No início

da semana, a cesta custava R$ 199,59, já na auditoria passou para R$

196,73, uma redução de R$ 2,86 (-1,43%).


Diferença de preços é mínima, afirma auditoria

Diferença de preços é mínima, afirma auditoria

Diferença de preços é mínima, afirma auditoria

Diferença de preços é mínima, afirma auditoria

Diferença de preços é mínima, afirma auditoria

Fonte: Dowglas Lima