Presid. Dilma: flutuação do dólar será menos dramática do que se pensou

Dilma lembrou que a União cumpriu o superávit primário de R$ 75 bi e fez um apelo para que os governos estaduais e municipais participem desse esforço

A presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira que o Brasil tem reservas suficientes para enfrentar as turbulências internacionais e sinalizou que o câmbio deve ficar estável nos próximos dias. ?Continuamos numa situação confortável na área das reservas (internacionais). Temos tido problema quando os Estados Unidos saem do programa de expansão monetária. Houve flutuação para todo mundo, para nós também, mas já está se estabilizando e acho que será muito menos dramático do que se pensou no início?, ressaltou em entrevista nesta manhã às rádios América e Itatiaia, de Belo Horizonte (MG).

A presidente destacou ainda que independentemente de ser ano eleitoral continua preocupada em manter os fundamentos da economia sólidos e os investimentos em programas sociais. ?Esse é o desafio do governo, não por conta da eleição, é em qualquer momento, em qualquer segundo, em qualquer minuto?, disse ao acrescentar que, em 2015, o governo deve se aproximar mais do centro da meta de inflação de 4,5%.

Dilma lembrou que a União cumpriu o superávit primário de R$ 75 bilhões e fez um apelo para que os governos estaduais e municipais participem desse esforço. ?Queria alertar o fato de que fazer um esforço fiscal tem que ser parte da agenda de estados e municípios?, lembrou.

Fonte: Terra