Dilma Rousseff afirma que sua fala sobre inflação foi manipulada

Dilma Rousseff afirma que sua fala sobre inflação foi manipulada

“Foi uma manipulação inadmissível de minha fala"", disse a presidente

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quarta-feira (27) que houve "manipulação" dos comentários feitos por ela sobre inflação e crescimento econômico, na manhã desta quarta em Durban, na África do Sul. ?Foi uma manipulação inadmissível de minha fala. O combate à inflação é um valor em si mesmo e permanente do meu governo?, afirmou.

Mais cedo, durante entrevista em Durban, ao ser questionada sobre a pressão inflacionária e o crescimento do país, Dilma afirmou: "Eu não concordo com políticas de combate à inflação que olhem a questão da redução do crescimento econômico, até porque nós temos uma contraprova dada pela realidade. Nós tivemos um baixo crescimento no ano passado e houve um aumento da inflação porque teve um choque de oferta devido à crise".

A fala foi interpretada pelo mercado como uma possibilidade de que uma alta na taxa básica de juros, a Selic, para conter a inflação, possa demorar mais a ocorrer.

Blog do Planalto

À tarde, após a repercussão da notícia, o "Blog do Planalto" publicou a declaração de Dilma Rousseff, que teria sido foi feita após Dilma tomar conhecimento de seus comentários estavam sendo interpretados pelo mercado como expressão de leniência em relação à inflação. Ela também teria pedido ao presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, que desse esclarecimentos sobre o assunto.

Veja a íntegra do post:

"A presidenta Dilma Rousseff declarou ao Blog do Planalto que houve interpretações equivocadas dos seus comentários sobre inflação, feitos na manhã desta quarta-feira (27), em Durban, na África do Sul, durante entrevista a veículos de comunicação.

"Foi uma manipulação inadmissível de minha fala. O combate à inflação é um valor em si mesmo e permanente do meu governo", afirmou.

A declaração foi feita após a presidenta tomar conhecimento de que agentes do mercado financeiro estavam interpretando erroneamente seus comentários como expressão de leniência em relação à inflação. A presidenta solicitou ao presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, que também desse esclarecimentos sobre o assunto".

Fonte: G1