Dívida pública federal cresce mais de 10% e atinge R$ 1,8 trilhão

Já a dívida externa teve queda de 7,55%, alcançando R$ 83,3 bilhões.

A dívida pública federal, que inclui os endividamentos interno e externo, cresceu 10,17% em dezembro de 2011, ficando em R$ 1,86 trilhão, segundo informou nesta segunda-feira (30) a Secretaria do Tesouro Nacional.

A dívida interna aumentou 11,16% e ficou em R$ 1,78 trilhão. Já a dívida externa teve queda de 7,55%, alcançando R$ 83,3 bilhões.



Todos os anos o governo estabelece limites de endividamento, é o chamado Plano Anual de Financiamento. Em 2011, todos os indicadores ficaram dentro das bandas previstas.

A programação da Secretaria do Tesouro Nacional para a dívida pública em 2011 era de um crescimento de até R$ 236 bilhões na dívida pública, para R$ 1,93 trilhão.

Em relação aos prefixados, o resultado foi um crescimento de 37,2% --o plano previa crescimento entre 36% e 40%.

O índice de preços de 2011 ficou em 28,3% --a meta previa um resultado entre 28% e 33%--, e a taxa flutuante fechou o ano em 30,1% --a previsão era de aumento da taxa entre 28% e 33%.

Fonte: Folha.com