Dois primeiros colocados disputam 1º lugar por R$ 2 de diferença na pesquisa do Jornal Meio Norte

Dois primeiros colocados disputam 1º lugar por R$ 2 de diferença na pesquisa do Jornal Meio Norte

Na pesquisa de preços desta semana, tanto dos supermercados quanto nos atacados, houve mudanças no ranking. Na pesquisa dos supermercados, o Comercial Carvalho sai da segunda posição e chega à primeira.

O estabelecimento se apresenta ao consumidor como o mais barato nesta quarta e fecha a tabela com uma soma de R$ 387,50, que é mais em conta do que a encontrada na última pesquisa (R$ 387,78).

Já o Extra sai da primeira colocação da semana passada (onde obteve um total de R$ 381,50) e chega no segundo lugar com um total de R$ 389,84 para os itens pesquisados. A diferença entre os dois primeiros colocados da pesquisa foi de apenas R$ 2,34.

O Pão de Açúcar fecha esta semana com um total de R$ 401,28 e também na mesma posição da última pesquisa, a terceira. Em comparação com a semana passada, onde alcançou o índice de R$ 405,47, ele chega nesta mais barato.

O Hiper Bompreço também não mudou de posição e continua em quarto lugar demonstrando que é o supermercado mais caro para o consumidor. A soma desta semana fica no valor de R$ 410,08. Total mais barato do que o encontrado na última pesquisa (R$ 414,44).

A diferença entre este estabelecimento e o Comercial Carvalho (primeiro colocado) ficou na quantia de R$ 22,58 ATACADOS - Com diferença de quase R$ 6,00, o Maxxi passou na frente do antigo primeiro colocado (Atacadão) e é o líder em preços vantajosos entre os atacados.

Este estabelecimento teve soma total dos produtos de R$ 65,96, enquanto que o Atacadão, que passou a ocupar a segunda posição, teve soma geral dos produtos pesquisados de R$ 71,89.

Em terceiro lugar na lista dos atacadistas mais baratos apareceu o Carvalho Mercadão, com soma final de R$ 75,69. Com este resultado ele passou à frente do Makro, que era o estabelecimento que ocupava a terceira colocação na semana passada. Já quem ocupa a última posição, com grande diferença no valor dos produtos é o Makro.

A diferença entre ele e o primeiro colocado é de R$ 11,00. Desta forma, ele é o mais caro para o consumidor, já que o valor final da soma dos seus produtos é R$ 77,05, o que representa R$ 1,36 a mais que a soma do terceiro colocado.

A soma final da pesquisa considera apenas os itens encontrados em todos os atacadistas. Assim, os produtos que não são encontrados em todos os estabelecimentos não entram na soma geral. Esta semana, dos 37 itens pesquisados, 9 não estavam disponíveis em todos os atacadistas e, por isso, não entraram na soma final.







Fonte: Aline Damasceno e Flávia Araujo