Dólar cresce 3% e fica próximo de R$ 1,90

Valor aproximo ao atingido um ano atrás, investidores reagem ao socorro à seguradora AIG

O d?lar registra uma forte alta frente ao real nesta quarta-feira (17), em meio ao pessimismo do mercado global.

Por volta das 13h15, o d?lar registrava valoriza??o de 3,12%, sendo negociado aos R$ 1,881, valor pr?ximo aos R$ 1,886 registrados um ano atr?s. At? o preg?o de ter?a, a divisa registra alta acumulada de 11,52% em setembro.

Os mercados reagem nesta quarta a decis?o do governo americano, que anunciou um socorro de US$ 85 bilh?es para a seguradora AIG. Em troca do empr?stimo, o Fed passar? a deter 80% do controle da maior companhia seguradora dos Estados Unidos, segundo o jornal "New York Times".

"Apesar do resgate (da AIG), h? novos riscos financeiros l? fora, mantendo o mercado em volatilidade extrema. N?o s? o dia, como os pr?ximos dias, ainda prometem bastante volatilidade", disse Francisco Carvalho, gerente de c?mbio da corretora Liquidez. "Enquanto tiver esse risco sist?mico, o mercado deve continuar vol?til", acrescentou.

No curto prazo n?o existe expectativa de melhora substancial", disse Reginaldo Galhardo, gerente de c?mbio da Treviso Corretora.

A aten??o dos investidores tamb?m fica voltada para a continuidade do ajuste nas bolsas internacionais depois que o Federal Reserve (Fed) banco central norte-americano optou por manter a taxa b?sica de juros em 2% ao ano.

Preg?o de Ter?a

Na ter?a-feira, a volatilidade internacional dominou o mercado de c?mbio. Depois de avan?ar mais de 2% no momento mais turbulento do dia, o d?lar fechou em alta de 0,44%, a R$ 1,82.

Em um cen?rio de nervosismo generalizado por conta do setor financeiro norte-americano, analistas ponderaram que o mercado deixou em segundo plano os fundamentos brasileiros e passou a reagir principalmente ?s not?cias de Wall Street.

"Esse ? um dos momentos em que os fundamentos t?m um papel menor na avalia??o de pre?os dos ativos", comentaram economistas do banco franc?s BNP Paribas em relat?rio.

Fonte: g1, www.g1.com.br