Dólar repete cotação da véspera e fecha a R$ 1,973

BC voltou a intervir no mercado e fez cotação da moeda subir

O dólar fechou a sexta-feira (19) cotado a R$ 1,973 para a venda, mesmo valor do fechamento da véspera. No último dia de uma semana de oscilação nos mercados, os investidores voltaram a monitorar os mercados internacionais.

Segundo o gerente de tesouraria do banco Alfa de Investimento, Gerson de Nobrega, o mercado tende a forçar a cotação do dólar para baixo até o dia da formação do preço para o início dos novos contratos.

"Os bancos tendem a forçar a cotação do dólar para baixo até o dia 30 de junho para aumentar o retorno de suas posições com a compra do swap cambial."

"Hoje foram os "swaps" (cambiais tradicionais) que fizeram o dólar cair. Com a venda desses contratos, o mercado (de câmbio) se acalmou e tirou a pressão do dólar", avaliou Clodoir Vieira, economista-chefe da Corretora Souza Barros, quando o dólar ainda apontava baixa.

Ação do BC

O Banco Central vendeu nesta sexta-feira 7.290 contratos de swap cambial tradicional, de uma oferta total de até 12.930 contratos, segundo informações disponibilizadas em seu site.

O objetivo do leilão era prosseguir com a rolagem de contratos que vencem em 1º de julho. De acordo com dados do BC, o volume total líquido de contratos de swap cambial para este vencimento é de US$ 2,121 bilhões.

Na véspera, o BC já havia vendido US$ 1,12 bilhão em contratos de swap tradicional. Nesses contratos, o mercado ganha quando a variação do dólar supera a do juro.

Fonte: g1, www.g1.com.br