Aeroporto britânico, segundo mais movimentado, é vendido por US$ 2,5 Bilhões

Venda de Gatwick ainda depende de aprovação da União Europeia.

A operadora de aeroportos BAA acertou nesta quarta-feira (21) a venda do aeroporto de Gatwick, o segundo mais movimentado do Reino Unido depois de Heathrow, por 1,5 bilhão de libras (US$ 2,5 bilhões). Ele passará para o fundo de investimentos Global Infrastructure Partners (GIP), que já possui o London City Airport.



Avião taxia no aeroporto de Gatwick, em Londres. (Foto: AP)

A venda de Gatwick ainda depende de aprovação da União Europeia. A expectativa é de que a transação esteja concluída em dezembro. A BAA, que está nas mãos da espanhola Ferrovial, informou que usará os recursos advindos com a operação para amortizar parte da dívida existente.

No ano passado, a BAA manifestou a intenção de levantar mais de 1 bilhão de libras ao se desfazer de Gatwick, mas o processo de venda foi suspenso no fim daquele exercício por causa dos problemas no ambiente de crédito e do impacto da desaceleração da economia nas viagens aéreas.

Vale notar que foi determinado que a BBA vendesse Gatwick, Stansted e um dos aeroportos escoceses - Edinburgh ou Glasgow - depois que as autoridades reguladoras britânicas concluíram que era necessário a quebra do monopólio da empresa para melhorar a concorrência.

Fonte: AE