Venda de joias deve crescer 40% no Estado do Piauí

Venda de joias deve crescer 40% no Estado do Piauí

A cidade de Pedro II possui pelo menos 35 lojas especializadas na venda de opala.

O Piauí prevê incremento de 40% da venda de joias na Copa do Mundo. A principal delas é a opala. A cidade de Pedro II, a 220 Km da capital Teresina, possui pelo menos 35 lojas especializadas na venda de peças da pedra preciosa. Além da produção anual de 400 quilos de joias na região. Para os pequenos e médios empresários envolvidos junto à associação de joalherias da cidade, a chegada da Copa do Mundo no Nordeste vai mudar o cenário econômico local, é o que espera a Associação de Joalheiros e Lapidários de Pedro II (AJOPI).

Por conta disso, e de uma demanda que indica crescimento de no mínimo 10% este ano, as joalherias já começaram a aumentar seu estoque e a contratar funcionários para acompanhar a economia do setor, que hoje movimenta R$ 2,5 milhões por ano. ?Quando comecei o trabalho no ramo de joalheria, eu tinha oito funcionários. Hoje somos 18 pessoas na equipe?, afirmou Juscelino Souza, proprietário da maior joalheria do município.

O empresário afirma que o mercado externo do ramo de peças preciosas é importante, tanto que costuma apresentar as suas peças em feiras de diversas regiões nos Estados Unidos, além de já ter participado de alguns eventos por toda a Europa.

Sua loja faturou cerca de R$ 500 mil ano passado, e chega a vender, em média, 80 quilos de joias. ?Temos perspectiva positiva para 2011, até em função de esperar que a crise na Europa termine?, afirmou o executivo, que prevê passar de 100 quilos de peças produzidas este ano.

Fonte: Thays Teixeira - Jornal Meio Norte