Economistas aumentam previsão da inflação e diminuem a do PIB, diz BC

De acordo com o Boletim Focus, publicado nesta segunda-feira (19), os analistas passaram a esperar uma inflação de 6,43%

Economistas ouvidos pelo Banco Central (BC) aumentaram suas apostas para a inflação neste ano, ao mesmo tempo em que diminuíram a estimativa para o crescimento da economia medido pelo PIB (Produto Interno Bruto).

De acordo com o Boletim Focus, publicado nesta segunda-feira (19), os analistas passaram a esperar uma inflação de 6,43% no fim deste ano; na semana passada, a aposta era em 6,39%.

A perspectiva para o PIB, por sua vez, passou de 1,69% na semana passada para 1,62% nesta semana.

A projeção para a Selic, a taxa básica de juros, foi mantida em 11,25%; a perspectiva para a cotação do dólar também ficou inalterada, em R$ 2,45.

Expectativas para 2015

Para 2015, quase todas as previsões foram mantidas inalteradas. Os economistas consultados continuam esperando inflação de 6% e Selic em 12,25%.

A projeção para o PIB teve leve alta, de 1,9% na semana passada para 2% nesta semana. Para o dólar, foi de R$ 2,50 para R$ 2,51.

Entenda o que é o boletim Focus

Toda segunda-feira, o Banco Central (BC) divulga um relatório de mercado conhecido como Boletim Focus, trazendo as apostas de economistas para os principais indicadores econômicos do país.

Mais de cem instituições são ouvidas e, excluindo os valores extremos, o BC calcula uma mediana das perspectivas do crescimento da economia (medido pelo Produto Interno Bruto, o PIB), perspectivas para a inflação e a taxa de câmbio, entre outros. Mediana apresenta o valor central de uma amostra de dados (desprezando os menores e os maiores valores).

Fonte: UOL