Eike Batista não descarta compra do SBT, se estiver à venda

Eike Batista não descarta compra do SBT, se estiver à venda

Focos do negócio serão arenas arenas multiuso e espetáculos, disse

O empresário Eike Batista disse nesta quinta-feira (11) que um canal de televisão seria interessante para a joint-venture que formou esta semana com a agência de esportes e entretenimento do investidor de private equity e bilionário Ted Forstmann, a IMG.

Ele não descartou uma eventual compra do SBT, se a emissora for colocada à venda depois que as empresas do grupo do empresário Silvio Santos foram usadas como garantia no aporte de 2,5 bilhões de reais do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) ao banco Panamericano.

"Nós olhamos tudo", disse o empresário, ao ser perguntado se poderia fazer uma oferta no caso do SBT ser colocado à venda.

Na noite de terça-feira, o Panamericano informou que recebeu um aporte de 2,5 bilhões de reais do Grupo Silvio Santos, seu controlador, para restabelecer o equilíbrio patrimonial e a liquidez do banco. Os recursos foram obtidos com o FGC.

Eike observou, no entanto, que seu negócio no setor de entretenimento, anunciado esta semana, tem por objetivo principal a construção de arenas multiuso no Brasil e espetáculos de entretenimento.

"O brasileiro gosta de eventos, gosta de se entreter (...) tem um mercado extraordinário aqui, uma demanda reprimida", avaliou o executivo que ainda não tem planos concretos para a joint-venture já apelidada de IMGX.

"Ele (Forstmann) vai gostar do X, é para multiplicar", brincou o empresário sobre seu costume de usar a letra X no nome de todos os seus empreendimentos.

Fonte: g1, www.g1.com.br