Eletrobras já recebeu R$ 5,9 bilhões de indenização por renovações

Segundo documento divulgado pela companhia, suas subsidiárias já receberam R$ 5,9 bilhões dos R$ 14,091 bilhões a que têm direito

A Eletrobras confirmou na noite desta segunda-feira (28) que optou por receber antecipadamente parte da indenização por ativos não amortizados, referente à renovação automática de concessões ainda em vigor mediante redução tarifária.

Segundo documento divulgado pela companhia, suas subsidiárias já receberam R$ 5,9 bilhões dos R$ 14,091 bilhões a que têm direito.

Chesf, Eletronorte e Eletrosul optaram pelo recebimento de 50% do valor à vista e o restante parcelado, enquanto Furnas optou pelo recebimento de grande parte do valor da indenização de forma parcelada.

A Chesf, que tem R$ 6,76 bilhões a receber do governo, já recebeu R$ 3,65 bilhões, dos quais R$ 3,5 bilhões à vista e R$ 163,5 milhões na primeira parcela.

Já Furnas recebeu apenas R$ 66,6 milhões à vista e R$ 186,5 milhões na primeira parcela. O valor total da indenização da subsidiária é de R$ 3,62 bilhões.

No caso da Eletrosul, R$ 1,01 bilhão da indenização total de R$ 1,98 bilhão foi recebido à vista. A empresa já embolsou também R$ 49,7 milhões referentes à primeira parcela paga pelo governo.

Por fim, a Eletronorte já recebeu R$ 938,8 milhões dos R$ 1,71 bilhão de indenização total. Desse valor, R$ 896,7 milhões foram pagos à vista e R$ 42,1 milhões na primeira parcela.

Fonte: UOL