Em crise, Sony revê previsão e estima prejuízo de US$ 6,4 bilhões

A empresa se ver prejudicada com a queda na demanda e pelas concorrentes.

A Sony prevê prejuízo anual de US$ 6,4 bilhões, o dobro da estimativa anterior da companhia e o quarto ano seguido no vermelho. Em uma tentativa de acalmar os ânimos dos investidores, a fabricante japonesa disse que vai se recuperar neste ano fiscal, que acaba em março de 2013, e que terá um lucro operacional de 180 bilhões de ienes (US$ 2,2 bilhões).


Em crise, Sony revê previsão e estima prejuízo de US$ 6,4 bilhões

A Sony, que estaria planejando, segundo a imprensa local, cortar 10 mil postos de trabalho, cerca de 6% do quadro de funcionários no mundo, viu-se prejudicada pela fraca demanda por suas TVs e pela forte concorrência de aparelhos das fabricantes Apple e Samsung.

?Tem havido várias razões para nossos resultados ruins", disse o vice-presidente financeiro da Sony, Masaru Kato, em Tóquio, citando o forte iene e fraca demanda. "Estamos nos esforçando para nos recuperar e já fizemos mudanças na gestão", acrescentou. Kazuo Hirai, que assumiu como novo presidente-executivo neste mês, disse esperar tomar "medidas dolorosas" para reavivar a companhia.

Em uma quarta revisão da estimativa anual, a Sony prevê 520 bilhões de ienes (US$ 6,4 bilhões) de prejuízo para o ano terminado em março de 2012. Em fevereiro, previa perder 220 bilhões de ienes. Essa diferença se deve à baixa contábil de créditos tributários, principalmente nos Estados Unidos, onde não pode usá-los por causa das perdas que vem registrando.

Analistas estimam um prejuízo de 214 bilhões de ienes, de acordo com a Thomson Reuters. Os resultados devem sair em 21 de maio. Em um sinal do mau momento para a indústria japonesa de eletrônicos, a Sharp aumentou nesta terça-feira (10) a previsão de prejuízo no fechado do ano para 380 bilhões de ienes (US$ 4,67 bilhões), ante 290 bilhões de ienes.

Fonte: G1