Em dias de crise, medo do desemprego é o menor desde 1996

Em dias de crise, medo do desemprego é o menor desde 1996

Resultado reflete baixo nível de desemprego na economia, avalia entidade

O Índice de Medo do Desemprego caiu 3,9% em setembro, para 78,7 pontos, contra julho deste ano, quando estava em cerca de 82 pontos, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira (3) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Este é o menor valor desde o começo da série histórica, em 1996, ou seja, em 15 anos. A pesquisa trimestral foi realizada com 2.002 pessoas entre os dias 16 e 20 de setembro.

CNI

Em setembro deste ano, 57% dos brasileiros afirmaram não ter "medo algum" do desemprego, o maior percentual da pesquisa até agora. Já a parcela da população que disse não ter "qualquer medo" do desemprego em julho era de 53,6%.

"A segurança sobre a manutenção do emprego é tanta que o percentual das pessoas que informaram estar com muito medo do desemprego é igualmente o menor da série, com 12,8%. Em julho, 15,5% dos brasileiros tinham muito receio de ficar sem colocação no mercado de trabalho. Já a parcela da população que disse estar com pouco medo do desemprego recuou de 31% em julho para 30,2% em setembro", avaliou a Confederação Nacional da Indústria.

Fonte: G1