Embratel afirma que preço por ação da Net será de R$ 26,64

Preço é para a aquisição de todas as ações ordinárias e preferenciais.

A Embratel Participações (Embrapar), controladora da NET, informou nesta quinta-feira (7) que o preço a ser pago na oferta pública unificada para a aquisição de ações (OPA) de emissão da Net, que ainda estão em circulação no mercado será de 26,64 reais por ação, independentemente da classe ou espécie, informou a Embratel Participações nesta quinta-feira (7). O objetivo é fechar o capital da sua controlada.

Em fato relevante, a companhia informou que este preço considerado no âmbito da oferta pública unificada é para a aquisição de todas as ações ordinárias e preferenciais de emissão da Net, incluindo as ações subjacentes às American Depositary Shares e ações negociadas na LATIBEX.

Segundo a nota, o valor acima corresponde ao preço máximo informado por meio do fato relevante da Embrapar em 6 de março de 2012, ajustado pela variação do CDI, no período de 5 de março a 8 de junho de 2012.

O preço de oferta ficou dentro da faixa de preço de R$ 25,89 a R$ 28,34 reais indicada no laudo de avaliação elaborado pelo BTG Pactual.

A Embrapar informou ainda, que a OPA unificada será lançada em conjunto pela própria Embrapar e por suas controladas, Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. (Embratel) e GB Empreendimentos e Participações. Mas ponderou que se reserva ao direito de desistir da oferta pública na hipótese de acionistas representando 10% ou mais das ações da Net em circulação no mercado venham requerer a convocação de assembleia especial para deliberar sobre a realização de nova avaliação.

Neste caso, informa a companhia, "a Embrapar poderá prosseguir apenas com as ofertas públicas por alienação de controle e para descontinuidade, pela NET, das práticas diferenciadas de governança corporativa do Nível 2 da BM&FBovespa, mantendo-se, entretanto, o preço da oferta".

No começo deste ano, a Embratel adquiriu o controle indireto da Net, com a compra de 5,5% do capital votante da GB Empreendimentos e Participações. Os papéis pertenciam à Globo Participações (Globopar).

A Embratel é controlada pela mexicana América Móvil, do bilionário Carlos Slim, através da Telmex. A companhia mexicana controla também operadora móvel Claro.

Fonte: G1