Empresa faz casas com  eficiência em consumo energético

Empresa faz casas com eficiência em consumo energético

Empresa desenvolve casas com sistemas que economiza energia custa R$180 mil



Modelo de casa passiva, desenvolvida pela Post Green Houses (Foto: Divulgação)

Rio de Janeiro - Apoiado no conceito de eficiência energética, o Interface Studio Architects, na Filadélfia, criou o 100K, modelo de residência de 120 metros quadrados, feito com painéis de fibrocimento. O projeto recebeu menção honrosa na premiação dos melhores em arquitetura americana de 2009, realizado pela Architect Annual Review Design. A casa, construída pela Post Green Houses, num prazo médio de três meses, custa U$ 100 mil, e pode ser concebida como um grande loft ou ter uma planta tradicional para uma família com filhos.

O 100K é o projeto residencial de maior eficiência energética em toda Filadélfia. Segundo Nic Darling, da Post Green Houses, quando inserido em lotes vazios dentro de áreas urbanas adensadas, aos benefícios sustentáveis da moradia se associam a redução de energia com o menor deslocamento entre a casa e estabelecimentos comerciais e de serviços.

?As casas 100k usam a metade da energia de uma casa normal. Desenvolvemos projetos que utilizam energia solar e novas tecnologias na produção de energia e ventilação. A 100K inserida em áreas adensadas também se beneficia da proximidade de transportes públicos e da facilidade de acesso às ofertas da cidade?, diz Nic Darling.

O preço da casa, de U$ 100 mil, no entanto, é bem salgado, principalmente para o Brasil. Esse valor não inclui o custo do terreno, honorários de arquitetos, impostos ou qualquer outro custo adicional à construção padrão da casa. A idéia de desenvolver o projeto teve início em 2007 e partiu da falta de opções para residências eco-eficientes com bom padrão de acabamento.

CASAS PASSIVAS - Atualmente, a Post Green Houses busca construir edificações de acordo com o conceito de casa passiva. Os primeiros edifícios construídos no mundo de acordo com esta concepção, a Passivhaus, foram projetados na Alemanha em 1996. Este tipo de projeto visa um padrão de eficiência energética que serve também para o aquecimento ou resfriamento do ambiente. Seguindo um ?Pacote de Planejamento Passivhaus? (PHPP), pode-se reduzir em cerca de 90% o consumo de energia exigido normalmente por uma habitação.

Os projetos contam com uma combinação de medidas como aproveitamento da energia solar e do calor produzido internamente numa moradia proveniente de eletrodomésticos, lâmpadas e até do corpo humano. O projeto tem preocupação com a colocação de janelas orientadas para um melhor ganho de luz solar, ao mesmo tempo em que veda janelas e frestas e faz uso de materiais isolantes e sistemas de ventilação que são empregados para manter a qualidade do ar. O super isolamento adotado na casa procura evitar a transferência de calor através das paredes, mantendo a temperatura interna estável seja no inverno ou verão.

1

Fonte: AE