Empresas apostam nos serviços e setor cresce no Rio Grande do Norte

Pesquisa do IBGE mostra que setor de serviços cresceu 5,9% no estado. Mercado tem se diversificado cada vez mais no Rio Grande do Norte.

O aumento na quantidade de empresas trabalhando com serviços mostram o crescimento do setor no Rio Grande do Norte. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta um avanço de 5,9% no estado. Os segmentos que mais cresceram no Brasil foram de os alojamento e alimentação, e de informação e comunicação, no entanto o mercado é diversificado.

Por trás do crescimento potiguar estão empreendedores como Patrícia Coolier, proprietária de um salão de beleza que decidiu valorizar o tempo dos clientes. Com uma equipe de 38 funcionárias montada com uma sócia, a empresária atraiu a clientela pela comodidade no atendimento. "Foi uma visão crítica de cliente. A gente não conseguia marcar horário e vimos que os clients também não. Às vezes até tinha brecha, mas não dava", explica Coolier.

Atualmente com uma equipe mais numerosa trabalhando, ela conta que nem todos os atendimentos precisam de hora marcada. A empresa pegou carona na falta de tempo dos clientes e conseguiu lucrar.

Outro segmento que tem se destacado é o de luxo. Em Natal, o aluguel de carros de alto padrão tem se destacado. "Não faltam clientes. São personalidades, modelos, já atendi até um cônsul da Suiça", afirma o chofer Ricardo Freire. Uma hora circulando com um Chrysler 300 custa R$ 350 reais. Para passar o dia, o cliente paga R$ 1200.

Mesmo com o crescimento do setor de serviços, o consultor do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/RN), Edwin Aldrin, recomenda que os empreendedores avaliem bem as condições antes de abrir um negócio. "É preciso avaliar o mercado, ver se aquele tipo de serviço está apropriado para o que cliente quer, com o preço que o cliente deseja e com o nível de serviço que o cliente precisa para atender a demanda que está buscando".

Fonte: G1