Empresas brasileiras na bolsa perdem US$ 378 bilhões em 2011

Empresas brasileiras na bolsa perdem US$ 378 bilhões em 2011

Petrobras foi a empresa que mais perdeu valor na América Latina e EUA

Levantamento da Economatica divulgado nesta sexta-feira (23) revela que 301 empresas brasileiras com ações negociadas em bolsa perderam US$ 378,1 bilhões em valor de mercado,

(valor medido com base no preço da ação da companhia) de dezembro de 2010 a setembro de 2011.

Para a pesquisa, a consultoria considerou o quanto o valor dessas empresas no mercado de ações variou entre 31 de dezembro do ano passado e quinta-feira (22), dia marcado pela volatilidade nos mercados de ações.

De acordo com a consultoria, as mesmas empresas brasileiras que valiam, somadas, US$ 1,43 trilhões em 31 de dezembro do ano passado, passaram a valer na última quinta-feira US$ 1,057 trilhões, o que representa perda de 26,4% do valor de mercado no período.

Segundo a Economatica, o valor da perda equivale à soma do valor registrado na terça-feira (20) das empresas Petrobras, Vale, Ambev e Banco do Brasil.

Perdas em outros países

No levantamento da Economatica, 91 empresas do México perderam US$ 100,8 bilhões; 138 chilenas "encolheram" US$ 73,7 bilhões na bolsa de valores; na Argentina, 71 empresas acumularam perdas de US$ 28,5 bilhões em 2011 até setembro.

Nos Estados Unidos, as 1207 maiores empresas dos Estados Unidos em valor de mercado diminuiram US$ 1,5 trilhões, ou 10,9% de queda em comparação a dezembro de 2010.

Ainda de acordo com a Economatica, a Petrobras é a empresa da América Latina e dos Estados Unidos que teve maior queda nominal no valor de mercado em 2011: passou de US$ 228,2 bilhões em 31 de dezembro do ano passado para US$ 141,2 bilhões, queda de US$ 87 bilhões.

Fonte: G1