Empresas investem em alimentação natural para animais no Espírito Santo

Dieta personalizada para pets

O mercado pet continua crescendo no Brasil e exigindo que as empresas invistam cada vez mais em novidades. O SITE traz a história das irmãs Veridiana Noda, chef de cozinha, e Juliana Noda, veterinária. Elas uniram seus talentos e montaram uma fábrica de comida natural para animais, sem conservantes ou outros aditivos.

Todos os pratos são balanceados e recebem suplementos de vitaminas e minerais. A empresa também personaliza dietas de acordo com a prescrição médica de cada animal e realiza entregas a domicílio. As irmãs vendem aproximadamente uma tonelada de comida por mês, num total de quase 3 mil pratos.

Quem também resolveu investir em comida natural foi Fabiana Bauffini, proprietária de um pet shop em São Paulo. Fabiana é cliente da fábrica das irmãs Noda e disponibiliza, na loja, alimentação natural em latinha, biscoitinhos, bolachas, ossos defumados e até sorvete sem açúcar. Em funcionamento desde 2013, o pet shop fatura R$ 50 mil por mês, com atendimento de 500 clientes em média. A meta é abrir mais quatro lojas até 2016.

O programa apresenta ainda um projeto especial no Espírito Santo que incentiva o turismo nas montanhas capixabas. Há nove anos, o SEBRAE estimula a visitação ao local e capacita empresários do setor turístico da região. O objetivo é consolidar a atividade nas montanhas, melhorar a gestão dos empreendedores, os serviços oferecidos e a divulgação dos roteiros.

A empresária Ana Venturim e o marido Nestor Porto comandam um hotel, um restaurante e uma fábrica de massas exóticas na cidade de Venda Nova do Imigrante. O destaque na produção do casal são as massas em diversos sabores como vinho, espinafre, pimenta e até café.

Depois da ajuda do SEBRAE no desenvolvimento de novas embalagens, as vendas aumentaram significativamente. Agora, o faturamento com as massas já chega a R$ 10 mil.

Fonte: G1