Estudo aponta necessidade de investimentos em logística para desenvolver Teresina

"A Prefeitura de Teresina tem feito, desde 2013, um trabalho de aproximação com o BID, a fim de viabilizar um possível apoio à estruturação do Polo Empresarial Sul

Um estudo iniciado em 2013 sobre demandas de logística urbana de Teresina revelou que a capital necessita de investimentos, principalmente na região do Polo Empresarial Sul para se desenvolver economicamente.

O estudo financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) foi apresentado ontem (05) a empresários e lojistas da capital piauiense, no Auditório Professor Clemente Fortes, na Casa da Cultura, centro de Teresina.

"A Prefeitura de Teresina tem feito, desde 2013, um trabalho de aproximação com o BID, a fim de viabilizar um possível apoio à estruturação do Polo Empresarial Sul.

Ainda em 2013, o BID iniciou o financiamento de um estudo sobre a logística urbana de Teresina, com consulta a grandes grupos empresariais, levantando as demandas e discutindo propostas de solução.

Esse estudo de pré-investimento está avançado e vê o Polo como solução de logística para o transporte de cargas. O objetivo desse encontro é apresentar os resultados das impressões colhidas junto ao empresariado e discutir possíveis soluções a curto, médio e longo prazos, caso se chegue a um acordo com o Banco", explicou Washington Bonfim, secretário municipal de Planejamento e Coordenação.

"O prefeito Firmino Filho tem o compromisso de consolidar a estruturação do Polo Industrial Sul. Por isso estamos realizando o planejamento de desenvolvimento da cidade de forma participativa, escutando os beneficiados e com o apoio técnico necessário", acrescentou.

Durante a apresentação, as consultoras do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) discutiram com os empresários e lojistas as demandas levantadas pelo estudo e suas possíveis soluções.

"O BID apoia tecnicamente o estudo para levantar as demandas de logística urbana de Teresina. Essa é uma etapa de validação, de discutirmos as soluções propostas e de encontrarmos a melhor maneira de construir o futuro da cidade com seus atores, ou seja, considerando as opiniões e as experiências de quem está diretamente envolvido no processo", destacou Selma Isa, consultora do BID.

Para o diretor de Trânsito da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (STRANS), Ricardo Freitas, o estudo é fundamental para operacionalizar o desenvolvimento do Plano Político de Logística de Transportes de Teresina.

"O estudo aponta claramente para a necessidade de criarmos um terminal de cargas e define o Polo Empresarial Sul como o local mais adequado para essa implantação.

A intenção é criar uma hierarquia de vias e restringir a circulação de veículos de grande porte nas vias internas de maior circulação, melhorando a mobilidade, principalmente na região central", comentou.

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Fábio Nery, é importante mobilizar o empresariado para o desenvolvimento da cidade: "Estamos afunilando as discussões para a implantação da central de transporte de cargas no Polo Empresarial Sul.

Esse é um ponto muito importante para o crescimento da economia da cidade, dotando-a da estrutura necessária para atender melhor à sua vocação, que é o setor de serviços e comércio.

O terminal de cargas no Polo Empresarial Sul servirá para a consolidação do Polo e resolverá a questão de mobilidade urbana, tirando das principais vias o tráfego de veículos pesados que abastecem os grandes estabelecimentos da cidade", encerrou.

Fonte: Jornal Meio Norte