Expectativa de novo acordo acalma Bovespa

Ibovespa - principal referência para o mercado brasileiro - mostra alta de 2,13%

A Bolsa de Valores de S?o Paulo (Bovespa) ensaia uma rea??o nesta ter?a-feira (30), ap?s o preg?o turbulento da v?spera, onde as negocia?es foram interrompidas ap?s ca?rem 10% com a rejei??o ao pacote de ajuda financeira nos EUA.

Por volta das 10h10, o ?ndice Ibovespa - principal refer?ncia para o mercado brasileiro - mostrava alta de 2,13%, operando aos 47.007 pontos.

O que estimula o humor dos investidores ? a expectativa de que os congressistas americanos podem aprovar um novo plano de ajuda, semelhante ao que foi rejeitado ontem pela C?mara dos EUA. Tamb?m correm rumores de que os bancos centrais podem cortar juros como forma de estimular a liquidez.

Em Nova York os indicadores futuros tamb?m acenam com a possibilidade de uma recupera??o, ap?s Wall Street ter registrado a maior queda em pontua??o da hist?ria.

O presidente dos Estados Unidos, George Bush, fez um novo pronunciamento, dizendo que "estamos numa situa??o urgente e as conseq??ncias ficar?o piores a cada dia". Na segunda, o presidente se disse desapontado com a atitude dos congressistas, que, por 228 votos a 205, disseram "n?o" ao plano de US$ 700 bilh?es para sanear o setor financeiro.

Panorama Internacional

Na Europa, a maioria das bolsas ensaia uma recupera??o, ap?s operarem no vermelho durante a maior parte do preg?o. Por volta das 10h de Bras?lia, em Londres, o FTSE-100 subia 0,59%. O CAC franc?s tamb?m operava est?vel, aos 0,07%. O su??o SMI tamb?m voltava a operar em territ?rio positivo, com alta de 1,49%. As negocia?es em Frankfurt eram a exce??o, mostrando queda de 0,76% no ?ndice DAX.

Na ?sia, as bolsas permaneceram em turbul?ncia e encerraram em forte queda. O ?ndice Nikkei 225 da bolsa de T?quio registrou baixa de 4,12%, seu n?vel mais baixo em tr?s anos. O ?ndice MSCI de a?es da ?sia-Pac?fico, excluindo o mercado japon?s, caiu 3,1%.

Na Cor?ia do Sul, o ?ndice Kospi acompanhou a tend?ncia negativa do mercado e terminou o preg?o em baixa de 0,57%. Em Hong Kong, o ?ndice Hang Seng encerrou a sess?o em queda de 1,51%. Em Sidney, na Austr?lia, a situa??o n?o foi diferente: o indicador S&P/ASX registrou retrocesso de 4,3%.

Interrup??o

Na segunda-feira, a Bovespa teve baixa de 9,36%, aos 46.028 pontos - uma queda de cerca de 40% em rela??o ao pico hist?rico dos neg?cios, atingido em maio deste ano.

A baixa registrada no dia mais turbulento dos mercados este ano foi a maior desde 14 de janeiro de 1999, quando a Bovespa fechou em baixa de 9,97%, na v?spera da ado??o do c?mbio livre no pa?s.

A segunda-feira foi marcada pela interrup??o dos neg?cios pouco depois das 15h, ap?s o Ibovespa despencar mais de 10% - ativando o chamado "circuit breaker", sistema que paralisa as negocia?es para evitar varia?es bruscas. Depois da retomada das opera?es, a queda manteve-se alta, perdendo parte da for?a nos minutos finais do preg?o.

Fonte: g1, www.g1.com.br