Exportação de carne suína recua e deixa setor em crise no Brasil

Exportação de carne suína recua e deixa setor em crise no Brasil

Vendas externas caíram 16,7% em junho, para 43.913 toneladas

As exportações de carne suína do Brasil recuaram em junho, totalizando 43.913 toneladas, volume 16,7% abaixo do mesmo mês de 2011, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs) nesta sexta-feira (6).

No mesmo período também houve queda no faturamento, que somou US$ 108,40 milhões, 28,7% menos que o registrado em junho do ano passado.

"Uma ampliação nas vendas externas certamente ajudaria a reduzir a amplitude da crise pela qual atravessa a atividade", disse o presidente da Abipecs, Pedro de Camargo Neto, através de nota.

No acumulado de 2012, as vendas externas ficaram em 268.783 toneladas, contra 266.852 toneladas nos primeiros seis meses de 2011, segundo a Abipecs, o que significa um leve aumento de 0,72%.

O principal destino para o produto brasileiro em junho foi a Ucrânia, que registrou uma participação de 27,1%, com compra de 11.938 toneladas.

Apesar do embargo ao produto já durar um ano, a Rússia continua na segunda posição entre os principais importadores da carne suína brasileira, de acordo com a Abipecs. Em junho, o país importou 11.623 toneladas, 52,8 por cento a menos que em junho de 2011. Atrás dela, seguem Hong Kong, Angola e Cingapura.

Fonte: G1