Exportações brasileiras têm maior queda percentual

Exportações brasileiras têm maior queda percentual

As importações também sofreram uma retração histórica, a segunda pior desde 1953

O Brasil registrou em 2009 a pior queda percentual nas suas exportações, levando em conta a série histórica elaborada pelo Ministério do Desenvolvimento, que teve início em 1950.

As importações também sofreram uma retração histórica, a segunda pior desde 1953. O país vendeu ao exterior um montante de US$ 152,252 bilhões em serviços e mercadorias, o que significa uma queda de 23,08% sobre o desempenho registrado no ano passado. Até então, o pior resultado foi registrado em 1952, quando houve uma queda de 19,8% nas exportações do país em relação ao ano anterior.

O país não experimentava uma retração percentual em suas vendas desde 1999, ano de crise no país, quando as exportações brasileiras caíram 6,1% em relação a 1998. A balança comercial brasileira fechou 2009 com superavit de US$ 24,615 bilhões.

O resultado é 1,4% menor que o registrado em 2008 e o pior desde 2002, quando o superavit foi de US$ 13,1 bilhões. Segundo dados do Ministério, o resultado do ano passado marca também a terceira redução seguida no saldo positivo da balança comercial brasileira. Em 2006, houve o melhor resultado da série, com US$ 46,45 bilhões de superavit.

Depois desse pico, 2007 registrou superavit de US$ 40 bilhões e 2008 teve um saldo positivo de US$ 24,96 bilhões. Importações O país adquiriu do exterior US$ 127,637 bilhões em 2009, o que significa uma queda de 26,21% em relação ao ano anterior --o pior baque desde 1953, quando as importações registraram queda de 33,5% em relação ao ano anterior. O país não apresentava retração em suas importações desde 2002, quando recuou em 15% em relação ao ano anterior. Compartilhe

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br