Exportações piauienses crescem 40%

As vendas de janeiro a setembro deste ano somaram U$ 121 milhões

As exportações piauienses repetiram bons resultados, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, e Comércio Exterior (MDIC). As vendas de janeiro a setembro deste ano somaram U$ 121 milhões, valor 40% maior que os U$ 86 milhões registrados em igual período de 2008.

O desempenho das exportações colocou o Piauí em posição privilegiada. O Estado ignorou a média brasileira das exportações que registrou queda de (-25%) entre os Estados. O Piauí foi o único Estado da região Nordeste a registrar crescimento nas vendas e, mais uma vez, atingiu o maior crescimento percentual do Brasil. Além do Piauí, apenas os Estados de Mato Grosso (11%), Tocantins (4%) e Roraima (2%) registraram crescimento nas exportações.

O secretário do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico (Sedet), Valério Carvalho, destaca as ações de incentivo à cultura exportadora como um dos principais fatores responsáveis pelo crescimento das vendas. ?O empresariado do Piauí passou a perceber que vender ao mercado internacional é um bom negócio, sem falar na melhor infraestrutura de escoamento da produção, que vem diminuindo custos e estimulando a exportação.

Na pauta de exportações, a tradicional cera de carnaúba, há meses perdeu liderança para a soja. As vendas do produto, nas modalidades bagaço, grãos e óleo, representam quase 70% da pauta, somando mais de U$ 83 milhões. Na terceira posição, aparecem as ceras vegetais, com, aproximadamente, U$ 19 milhões, representando 15% das vendas. Outro produto que ganhou destaque na pauta foi o mel natural, com quase U$ 5 milhões e 4% de participação. O mel do Piauí produzido em floradas orgânicas vem conquistando novos mercados, inclusive a Europa. Os principais mercados compradores dos produtos piauienses são: França (30%), China (18%) e Estados Unidos (10%).

Valério Carvalho acredita que o Piauí se prepara para bater novo recorde das exportações em 2009. ?Enquanto a crise internacional provoca queda nas exportações na maioria dos Estados, o Piauí soube encrementar as vendas no mercado internacional. Faltando três meses para o fechamento da balança comercial de 2009, não temos dúvidas que as exportações irão superar as de 2008, quando o Estado vendeu U$ 137 milhões?, disse.

Na comparação de janeiro a setembro de 2009/2008, os dados mostraram que as importações mantiveram-se no mesmo patamar de U$ 44 milhões. Enquanto as exportações cresceram (40%), passando de U$ 86 milhões para U$ 121 milhões, gerando saldo positivo de 83% na balança comercial.

Fonte: CCOM, www.pi.gov.br