Fabricante de produtos eletrônicos planeja cortar 4,5 mil empregos

Fabricante de produtos eletrônicos planeja cortar 4,5 mil empregos

Desempenho atual da empresa não é "satisfatório", afirma executivo-chefe, Frans van Houten

A Royal Philips Electronics pretende eliminar 4,5 mil empregos, sendo 1,4 mil vagas na Holanda, como parte de seu programa de reorganização, com o qual a empresa busca 800 milhões de euros em economia de custos. "Estamos na primeira etapa de uma mudança de muitos anos para tornarmos uma empresa mais enxuta e mais empreededora", comentou o executivo-chefe da Royal Philips Electronics, Frans van Houten.

Ele observou que o desempenho financeiro atual ainda não é satisfatório, em meio aos desafios econômicos atuais, especialmente na Europa, e fatores operacionais e riscos. "Não esperamos ver uma melhoria material no desempenho no curto prazo", complementou, acrescentando, contudo, que a empresa está agindo para alcançar as metas financeiras de médio prazo.

No terceiro trimestre deste calendário, a Philips registrou lucro líquido de 76 milhões de euros, 85% abaixo dos 524 milhões de euros verificados um ano antes. O resultado refletiu, entre outros pontos, uma perda maior com operações descontinuadas. As vendas declinaram 1,2% e corresponderam a 5,394 bilhões de euros. O lucro antes de juros e impostos somou 273 milhões de euros entre julho e setembro, contra 518 milhões de euros de igual período de 2010. O lucro antes de juros, impostos e amortizações saiu de 647 milhões de euros para 368 milhões de euros. Ao fim do terceiro trimestre, a Philips tinha uma dívida líquida de 1,189 bilhão de euros, comparável aos 80 milhões de euros registrados no fechamento de mesmo intervalo do ano anterior.

Fonte: IG