Falha provoca falta de energia em ao menos onze estados do Brasil

Falha provoca falta de energia em ao menos onze estados do Brasil

Apagão provoca uma falta de energia em onze estados do Brasil

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou que foi registrada nesta terça-feira (4) uma falha em uma linha de energia que liga o Norte ao Sudeste que provocou falta de energia em parte das regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste. Todos os 10 estados das três regiões foram afetados.

O órgão não soube informar quantas pessoas foram afetadas pelo problema, que aconteceu às 14h03. De acordo com o ONS, a energia começou a ser restabelecida 35 minutos depois.

Em nota, o ONS informou que a ?perturbação no Sistema Interligado Nacional? ocorreu entre o município de Colinas (TO) e a região de Serra da Mesa (GO), provocando a interrupção do fornecimento de cerca de 5 mil MW (megawatts).

?Para evitar a propagação do evento, houve atuação do primeiro estágio do Esquema Regional de Alívio de Carga (ERAC), causando o desligamento automático de cargas pré-selecionadas pelos agentes distribuidores locais, visando restabelecer a frequência do sistema?, diz o comunicado.

O Ministério de Minas e Energia convocou uma entrevista coletiva para as 17h onde informações mais detalhadas sobre a ocorrência devem ser prestadas.

O último epísódio parecido no país ocorreu em agosto do ano passado, quando uma queimada em uma fazenda do Piauí levou à falta de energia em todos os estados da região Nordeste. Na ocasião, a distribuição caiu de 10 mil megawatts para mil megawatts e deixou no escuro por algumas horas boa parte dos municípios nordestinos.

Em 2012, a região Nordeste enfrentou apagões em setembro e outubro. Em 22 de setembro, segundo o ONS, um problema nas interligações Sudeste/Norte e Sudeste/Nordeste atingiu o fornecimento de energia elétrica em parte da região Nordeste do país.

Em outubro daquele ano, outra ocorrência afetou os nove estados do Nordeste no final da noite do dia 25 e início da madrugada do dia 26.

"Risco zero"

Na segunda-feira, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou que é ?zero? o risco de faltar energia no país, por conta da falta de chuvas e queda no nível dos reservatórios de hidrelétricas.

Ele anunciou, porém, que o governo já estuda novas medidas para evitar que a conta pelo maior uso das usinas térmicas e devido à alta no valor da energia seja repassada de uma vez aos consumidores.

De acordo com o último levantamento do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), no domingo (2) os reservatórios do Sudeste e Centro-Oeste registravam armazenamento médio de 39,98%. As hidrelétricas dessas duas regiões são responsáveis por cerca de 70% da produção de energia no país.

Veja o que aconteceu em cada um dos 10 estados (ordem alfabética):

Espírito Santo

Os municípios de Nova Venécia, Ecoporanga e Aracruz foram afetados pelo apagão elétrico no Espírito Santo, na tarde desta terça-feira (4), segundo a EDP Escelsa, a concessionária no estado. Uma ocorrência em uma das linhas do Sistema Interligado Nacional (SIN), que atende ao estado, ocasionou a interrupção de energia em parte das cidades.

Goiás

A Companhia Energética de Goiás (Celg) informou, por meio de sua assessoria, que houve uma redução na distribuição de energia na região sudoeste do estado. Mas disse que ainda está fazendo o levantamento de quantos consumidores ficaram sem energia elétrica.

Mato Grosso

A Cemat informou que a queda de energia afetou a região central de Cuiabá e outros municípios. Porém, a empresa não soube informar quais cidades foram afetadas.

Mato Grosso do Sul

A Enersul informou que 14% da área de concessão da empresa (7 cidades) no estado teve falta de energia elétrica das 13h03 às 14h05 (horário local).

Minas Gerais

De acordo com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), municípios das Regiões Sul, Oeste, Leste e do estado, além do Triângulo e da Grande BH foram atingidos.

No Sul de Minas, pelo menos cinco cidades ficaram sem energia entre 14h e 14h40. Segundo a Cemig, houve falha em Guaxupé, Muzambinho, Guaranésia, Monte Belo e Botelhos.

A empresa informou que o problema ocorreu às 14h02, e começou a ser resolvido às 14h48. A Cemig afirmou que às 15h58 todos os locais já estavam com as energias restabelecidas.

Paraná

Segundo a Companhia Paranaense de Energia (Copel), o problema deixou sem luz 355 mil consumidores em diversas regiões do Paraná. A distribuidora informou, porém, que a energia já foi reestabelecida por lá.

Rio de Janeiro

A Light informou que interrompeu o fornecimento de energia em bairros do Subúrbio e Zona Oeste do Rio e Baixada Fluminense, a pedido do ONS. Aproximadamente 600 mil pessoas estavam sem luz no Rio por volta das 15h30, segundo a Light.

A falta de energia atingiu os bairros de Bangu, Campo Grande, Guaratiba e Jacarepaguá, na Zona Oeste; Méier, Pavuna, Inhaúma, Irajá, Penha, Cascadura e Madureira, no Subúrbio; e os municípios de Mesquita, Belford Roxo, Queimados e Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Rio Grande do Sul

O fornecimento de energia elétrica foi cortado por volta das 14h em pelo menos 11 municípios que são abastecidos pela RGE: Lagoa Vermelha, Bento Gonçalves, Gaurama, Sarandi, Parobé, Gravataí, Horizontina, Santa Rosa, Feliz, Nova Petrópolis e Não-Me-Toque.

A Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) informou que parte de sua área de cobertura também foi afetada, mas a luz já havia voltado a alguns municípios (às 16h30).

Santa Catarina

A Celesc informou que registrou interrupção no fornecimento de energia para diversas cidades. O desligamento ocorreu em todo o estado e, segundo a empresa, todas as regiões tiveram algum problema pontual.

São Paulo

No estado de São Paulo, a AES Eletropaulo informou que o problema afetou o fornecimento de energia em cidades da Grande São Paulo e bairros da capital paulista. Segundo a empresa, foram afetadas ainda as cidades de Vargem Grande Paulista, Embu, Diadema e Cotia. Entre os bairros da capital impactados estão Capão Redondo, Pedreira, Cidade Ademar, Mooca, São Mateus, Vila Prudente, Itaquera, Vila Mariana, Guaianases e Vila Matilde.

Mas o problema em São Paulo chegou também ao metrô da capital. A ViaQuatro, que opera a Linha 4-Amarela, relata que teve uma "falha no sistema elétrico de tração entre o trecho das estações Paulista e Luz" nesta tarde. A concessionária informou, às 15h40, que a operação foi restabelecida às 15h18. A assessoria do Metrô informou que não foram identificados problemas em outras linhas.

Às 15H45, a CET diz que as regiões Oeste, Sul e Leste da cidade tinham semáforos apagados em alguns cruzamentos, por isso os motoristas devem redobrar a atenção e reduzir a velocidade.

Confira a íntegra da nota do ONS:

"Às 14h03, uma perturbação no Sistema Interligado Nacional causou a abertura da interligação em 500 kV entre a Região Norte e as Regiões Sudeste/Sul, entre Colinas e Serra da Mesa, interrompendo o fluxo de 5 mil MW para essas regiões.

Para evitar a propagação do evento, houve atuação do primeiro estágio do Esquema Regional de Alívio de Carga (ERAC), causando o desligamento automático de cargas pré-selecionadas pelos agentes distribuidores locais, visando restabelecer a frequência do sistema.

Às 14h41, a interligação Norte-Sudeste foi religada e a frequência normalizada. Já foi iniciado o processo de recomposição das cargas desligadas.

Essas informações serão atualizadas tão logo novos dados estejam disponíveis".

Fonte: G1