Festas movimentam R$ 14 bilhões no Brasil; saiba faturar com elas

Festas movimentam R$ 14 bilhões no Brasil; saiba faturar com elas

Existe nesse setor de festas uma miríade de oportunidades de empreender de todos os tamanhos

Somos um povo reconhecido como alegre, apreciador de festas e de celebrações. Há festas que são celebradas por todos, em seus lares, como no Natal. Acontecem diversas celebrações e comemorações que são públicas, como o Ano-Novo e o Carnaval.

Mas as festas particulares, quer sejam familiares ou até organizacionais: celebrações de noivados, casamentos, 15 anos, bodas de prata e de ouro -cada vez menos comuns, mas ainda existem casais que chegam lá!-, aniversários, festas de formatura, festas de fim de ano, comemorações de atingimento de metas, homenagens, despedidas.

Existe nesse setor de festas uma miríade de oportunidades de empreender de todos os tamanhos, que exige e aproveita habilidades das mais diversas. Quem sabe uma dessas oportunidades não poderia ser aquela que mais se encaixaria com o seu perfil? Vejamos.

Se alguma vez você já organizou uma festa, qualquer que seja o porte (e orçamento), sabe que essa atividade puxa uma enormidade de fornecedores de serviços. Exemplos: aluguel de salão de festas, aluguel de mesas e cadeiras e também de pratos e talheres, decoração de flores, bufê, panagem, convites, lembranças, bolos e docinhos, músicos e cantores, segurança, sem falar em roupas, cabelos, maquiagem...

E a lista aumenta muito se falarmos de casamento. Exemplo: assessoria de casamento, site para presentes, dia da noiva e do noivo, grinalda, bem-casados, efeitos especiais, fotografias e filmagens, coral, aluguel de móveis, viagem, etc.

Para ter uma ideia do quanto o setor movimenta por ano, a previsão da Associação Brasileira dos Profissionais, Serviços para Casamentos e Eventos Sociais (Abrafesta), para 2012 era de R$ 14 bilhões.

E este setor tem crescido numa taxa superior à do PIB (Produto Interno Bruto). Suas perspectivas são atreladas, entre outros, ao crescimento da economia, melhoria de distribuição de renda, número de casamentos e expansão do ensino superior (para o caso de formaturas). Outra característica: o setor é bastante pulverizado, composto por uns 90% de pequenos e médios negócios.

Uma evidência de sua importância é a realização da maior feira especializada no setor, a Expo Noivas & Festas. No entanto, com duas edições anuais em São Paulo e uma no Rio de Janeiro. Há outras feiras enfocando festas de casamento e no geral acontecendo em outras cidades do Brasil.

Assim, se você pensa iniciar ou já iniciou seu negócio, pode examinar se não teria como se especializar oferecendo serviços demandados em festas e eventos. Exemplo: se você possui uma pequena gráfica, pode procurar se especializar e inovar oferecendo um leque de opções de formatos, tamanhos e materiais na impressão de convites e de lembranças.

Caso aprecie e é dono de um carro antigo - dependendo do modelo, obviamente - pode oferecer seus serviços para transportar os noivos. Se você tem uma habilidade especial na confecção de bolos ou doces, pode pensar em se especializar na decoração e oferta de docinhos que encantam com os olhos e maravilham o paladar! Ou pode apenas se dedicar a prover artigos necessários para a realização da festa: copos, taças, talheres, rechauds, castiçais, suportes para doces, toalhas e caminhos de mesa, etc.

Supondo que você goste muito de organizar festas e já desenvolveu certa experiência nisso, pode pensar em se profissionalizar e oferecer seus serviços para o planejamento, organização e realização de festas.

O setor está aberto a todos aqueles que tenham habilidades, amam prestar serviço de qualidade, tenham ideias novas para se diferenciar e se identifiquem com o ritmo e estilo de vida desse setor. Ou seja: enquanto os outros festejam, você empreende e pode se realizar também!

Fonte: UOL