Mega-Sena: Fila em lotérica toma 1 hora e reúne diferentes faixas de renda

Com o prêmio de 115 milhões da Mega-Sena a ser sorteado nesta quarta-feira

Com o prêmio de 115 milhões da Mega-Sena a ser sorteado nesta quarta-feira, a fila de uma lotérica em um shopping na região do Brooklyn, na zona sul de São Paulo, chegava a mais de 10 m. A espera, que não costuma ser de mais de 10 minutos, podia chegar a 1 hora. Dezenas de trabalhadores de várias faixas salariais aproveitaram o horário de almoço para fazer sua fezinha.

Foi o caso do integrante da equipe financeira de uma grande empresa. Antonísio Figueiredo Ramos, 44 anos, dono de uma renda mensal de R$ 15 mil, aproveitou o horário de almoço para fazer 6 apostas. Questionado se não seria pouco para a pretensão de receber um prêmio que ultrapassa os nove dígitos, disse que não. "Acredito na sorte, não tem fórmula para ganhar", disse.

As colegas advogadas Aline Abreu, 29 anos, e Karen Moreira, 27 anos, deram uma escapada para fazer as apostas delas e da chefe. "Se ganhar peço demissão. Vou aplicar, viajar", disse Aline. A amiga a corrige: "vai dividir comigo!", adverte. Ela afirma que se ganhar o prêmio desta noite procuraria desaparecer. "Não vou nem vir trabalhar, sumo!", diz Karen. A dupla faria seis apostas cada uma.

O prêmio também está nos planos da equipe de um posto de gasolina da avenida Luis Carlos Berrini. O frentista Fahbio dos Santos Silva, 32 anos, ficou encarregado de fazer as oito apostas do bolão. Ganha R$ 880. "Se ganhar ajudo minha família na Bahia", planeja.

A filantropia não estava nos planos do eletricista Enok Moreira Barbosa, 42 anos. Com seis jogos na mão e 30 minutos de espera na fila, o trabalhador tinha na ponta da língua um plano para o caso de ganhar o sorteio. "Solto na hora o alicate e viro patrão."

Fonte: Terra, www.terra.com.br