Financiamento imobiliário com recurso da poupança cresce 13,3% em 2009

Financiamento imobiliário com recurso da poupança cresce 13,3% em 2009

Apesar do recorde, o ritmo de crescimento foi bem menor do que o registrado nos últimos anos

O financiamento imobiliário com recursos da poupança bateu novo recorde em 2009. Segundo informou a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) nesta quinta-feira (21), o volume de financiamentos concedidos com esses recursos atingiu R$ 34 bilhões no ano passado, uma alta de 13,3% em relação a 2008.

Apesar do recorde, o ritmo de crescimento foi bem menor do que o registrado nos últimos anos.

De 2007 para 2008, a expansão tinha sido de 64,27%; no ano anterior, a alta foi de 95,74%.

Do volume de financiamento concedido no ano passado, R$ 13,85 bilhões foram destinados a operações de empréstimo para construção de novas unidades, enquanto os outros R$ 20,16 bilhões foram usados na compra de imóveis prontos.

Esse resultado ?pode ser considerado como bastante expressivo, tendo em vista o cenário de crise existente ao longo de boa parte do ano 2009?, diz a associação em comunicado.

O número de unidades financiadas teve um crescimento mais modesto, de 1% acima do resultado de 2008. Foram financiados 303 mil imóveis; apesar do aumento moderado, o volume também é considerado recorde.

Segundo a entidade, o valor médio de financiamento vem se elevando desde 2006, alcançando R$ 123 mil no ano passado. Em 2006, esse valor era de R$ 70,6 mil. A porcentagem de financiamento em relação ao valor do imóvel também vem crescendo no mesmo período, tendo passado de 53,2% em 2006 para 61,1% em 2009.

Poupança

Os depósitos em caderneta de poupança no ano passado superaram os saques em mais de R$ 23,8 bilhões, no segundo melhor resultado anual da história da poupança. Esse resultado levou os saldos no Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) de R$ 215,4 bilhões em 2008, para R$ 253,6 bilhões em 2009.

Previsões

Para 2010, a Abecip espera que as operações de financiamento com recursos da poupança sigam em crescimento, com alta prevista de cerca de 50% na comparação com 2009.

Fonte: g1, www.g1.com.br