Frutas e verduras têm seus preços atrativos, afirma pesquisa feita no Jornal MN

Frutas e verduras têm seus preços atrativos, afirma pesquisa feita no Jornal MN

Números mostram que a disputa pela preferência do consumidor se acirrou nos últimos dias

Nos atacadistas, o ranking da última auditoria foi mantido: o Maxxi voltou a figurar com a soma mais cara entre os produtos verificados na rechecagem de preços. Em relação aos preços dos 14 produtos na pesquisa, o atacadista registrou um aumento inexpressivo (0,8%), mas suficiente para mantê-lo na última colocação na soma. O Atacadão Carrefour mostrou um aumento bastante significativo na soma dos preços (+ 4,6%), mas segurou-se como estabelecimento mais vantajoso.

Makro e Carvalho Mercadão alcançaram o segundo e o terceiro lugares, respectivamente. O único estabelecimento que registrou queda na soma de preços foi justamente o Makro (- 0,6%). Os números mostram que a disputa pela preferência do consumidor se acirrou nos últimos dias, já que a diferença de preços verificada na pesquisa do começo da semana foi um pouco mais elástica.

SUPERMERCADOS - Na checagem realizada no meio desta semana voltamos a verificar que os preços estão mais atrativos em relação a frutas e verduras e começam também a baratear o preço de frutas mais caras que entraram na sua época de colheita, como é o caso do morango. Nesta checagem tivemos dois estabelecimentos que apresentaram variação percentual de alta e dois que apresentaram variação negativa, o que significa que tiveram preços mais baixos para os itens pesquisados no início da semana, na pesquisa normal.

O Pão de Açúcar foi o supermercado que obteve o maior valor total para os itens pesquisados com valor de R$ 167,17, sendo o menos vantajoso para o consumidor. O supermercado apresentou ainda o maior percentual de variação com aumento para os itens pesquisados de 4,40% no comparativo com os preços trabalhados na segunda e terça-feira, dias 2 e 3 de setembro.

Quem ficou em segundo lugar, com a maior variação percentual de aumento de preços em relação ao início da semana, foi o Extra, registrando o índice de 3,88%. Contudo, o Extra foi o supermercado mais vantajoso para o consumidor, por apresentar o menor valor para o total de itens listados de R$ 131,02.

Já o Comercial Carvalho ficou com o melhor índice de queda para os preços dos produtos com uma diferença percentual negativa, de -3,19%. Apesar da queda no preço de alguns produtos, em especial as verduras, o valor mais caro cobrado pelas carnes fez com que ele ficasse na terceira posição em relação ao valor cobrado pelos itens pesquisados com cesta no valor total de R$ 156,35.

O Hiper Bompreço foi o estabelecimento que manteve a segunda maior queda em relação aos preços aferidos no início da semana, com queda na diferença percentual de 0,87%. Sendo que também obteve o segundo melhor valor para o total de itens checados na quarta-feira, com total de R$ 141,69.


Frutas e verduras têm preços atrativos na checagem de preços da pesquisa do Jornal Meio Norte

Frutas e verduras têm preços atrativos na checagem de preços da pesquisa do Jornal Meio Norte

Frutas e verduras têm preços atrativos na checagem de preços da pesquisa do Jornal Meio Norte

Frutas e verduras têm preços atrativos na checagem de preços da pesquisa do Jornal Meio Norte

Frutas e verduras têm preços atrativos na checagem de preços da pesquisa do Jornal Meio Norte

Fonte: DOWGLAS LIMA E MARCILANY RODRIGUES