Gasolina e gás de botijão subirão mais em 2013, segundo o Banco Central

Dados são do Relatório Trimestral da Inflação divulgado nesta sexta.

O Banco Central fez uma série de revisões, a maioria para cima, para os preços administrados em 2013. Apesar disso, a autoridade monetária reduziu a estimativa para esse conjunto de preços este ano de 1,8% para 1,3%. Segundo o RTI (Relatório Trimestral de Inflação) divulgado nesta sexta-feira (20) pelo Banco Central, a projeção de reajuste para o preço da gasolina subiu de 5% no documento anterior para 5,4% agora, depois do aumento promovido pela Petrobras.

Outra mudança relevante foi a do aumento do gás de botijão, que passou de uma previsão de elevação de 2,5% este ano para 6,2%. No caso de telefonia fixa este ano, a previsão passou de -1% para -0,9%. Para os preços de eletricidade, porém, o BC manteve a previsão de queda de aproximadamente 16% em 2013.

2014

Para 2014, o BC manteve a expectativa de alta de 4,5% para os preços administrados, conforme já constava no RTI anterior. Para o acumulado do ano que vem, a projeção da autoridade monetária considera hipóteses de estabilidade dos preços da gasolina, do gás de botijão e das tarifas de telefonia fixa.

Para o setor de eletricidade, no entanto, o BC conta com um aumento de 7,5% das tarifas. A autoridade monetária também manteve a expectativa de elevação dos itens administrados por contrato e monitorados para 2015 em 4,5%, mesmo valor considerado no último relatório.

Fonte: R7, www.r7.com