Governador vai à Europa em busca de investimentos

Wellington Dias afirmou que sua viagem oficial à Europa é consequência de entendimentos prévios mantidos pelo presidente Lula

 O governador Wellington Dias embarca às 15h50 desta sexta-feira, 20, para Londres, Inglaterra, com escalas técnicas em Brasília e São Paulo. Durante cerca de dez dias, manterá contatos com investidores e governos de três países europeus, Inglaterra, Alemanha e Grécia, interessados em investir em agronegócios, turismo e energias renováveis. Tratará, também de parcerias na área social.

A transmissão de poder aconteceu às 12h, no Salão Azul, do Palácio de Karnak, quando assumiu o Executivo o vice-governador Wilson Martins. A solenidade de transmissão de poder foi assistida pelo presidente da Assembleia Legislativa, Temístocles Sampaio, e foi acompanhada por secretários de Estado e prefeitos de vários municípios, além de gestores estaduais e municipais. Wellington Dias e Wilson Martins assinaram o livro de transmissão.

Interesses do Piauí

Wellington Dias afirmou que sua viagem oficial à Europa é consequência de entendimentos prévios mantidos pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em recente viagem à Europa.

Em sua viagem, Lula mostrou a empresários estrangeiros como o Brasil foi um dos últimos países a entrar na crise financeira internacional e foi um dos primeiros a sair dela, despertando interesse de empresários que querem investir no país. Ele acrescentou que o Piauí, possivelmente, nem entrou na crise e disse que todas as embaixadas brasileiras no exterior agora dispõem de negociadores capacitados, para incentivar investimentos no Brasil.

Lula mostrou aos investidores europeus os interesses do Piauí, que já mantém negócios com a Espanha, Itália e Portugal, e agora vai incluir a Inglaterra e a Grécia, além da Alemanha, com cujo governo o Piauí tem parceria na área social, beneficiando 46 povoados e municípios com o Programa de Saúde e Saneamento Básico na Área Rural do Piauí (Prosar).

Investimentos

Em sua viagem, Wellington Dias tratará da renovação da parceria no âmbito do Prosar e negociará investimentos na área de reflorestamento e produção de eucalipto. Outro assunto que desperta muito interesse dos piauienses é a produção de pilocarpina a partir do jaborandi, planta cultivada no Norte do Estado. A pilocarpina é usada na produção de colírio para tratamento do glaucoma.

“Estamos buscando parcerias para agregarmos valor ao produto. Em vez de vendermos a folha desidratada do jaborandi, venderemos cristais de pilocarpina, o que aumentará em mais de 17% seu valor. Uma tonelada do produto está custando um milhão de dólares”, disse Wellington Dias.

No setor de energias renováveis, contatará investidores interessados em geração de energia por meio de usinas eólicas e hidroelétricas. O retorno do governador está previsto para 1º de dezembro. Bolsa Família Antes de deixar o Palácio de Karnak, Wellington Dias recomendou às mais de 25.300 famílias piauienses que tiveram o Bolsa Família bloqueado procurarem, com urgência, as prefeitura de cada município, para regularizarem sua situação cadastral.

O governador explicou que o programa, que beneficia 415.652 famílias piauienses, foi suspenso para esse contingente porque seus dados cadastrais estão desatualizados. “Recomendo a todas essas famílias que procurem as prefeituras de suas cidades, levando a documentação exigida para que possam renovar o cadastro e voltar a receber o benefício”, orientou.

Fonte: CCOM, www.pi.gov.br