Governo faz acordo para reduzir preços de hotéis durante Rio+20

Acordo foi assinado entre ministérios, operadora e entidade de hotéis do RJ

O governo federal anunciou nesta quarta (16) um acordo com o setor hoteleiro do Rio de Janeiro para reduzir em pelo menos 25% as tarifas de hospedagem em junho, durante o período da conferência Rio+20, sobre desenvolvimento sustentável.

Após uma série de reuniões, que começaram na semana passada, a Casa Civil da Presidência da República divulgou nota em que afirma que o acordo deverá garantir redução de 25% a mais de 60% no custo da hospedagem.

O termo foi firmado entre a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (Abih-RJ), a agência operadora do evento, a Terramar, representantes de várias redes hoteleiras e o governo ? representado pela Casa Civil e pelos ministérios da Justiça, das Relações Exteriores e do Turismo.

?A decisão do governo federal de intermediar as negociações veio após o conhecimento e divulgação nacional e internacional dos altos valores cobrados e também das exigências da compra de pacotes fechados, com número mínimo de diárias?, informa a nota.

Segundo a nota, o acordo prevê o fim do comissionamento cobrado pela operadora sobre as diárias das comitivas e da obrigatoriedade de compra de pacotes com diárias mínimas entre 12 e 19 de junho e entre 12 a 23 de junho.

"A extinção da cobrança da comissão, além de um desconto adicional concedido por vários hotéis, garantirá uma redução de 25% a 35% no valor das diárias. Além disso, o fim da venda dos pacotes fechados permitirá uma economia dos custos de estadia de 30% a 40%. Somadas, as medidas podem superar 60% de desconto em relação aos valores anteriormente praticados", informa a nota.

De acordo com a Casa Civil, as delegações que já efetuaram o pagamento das diárias receberão de volta os valores excedentes.

Segundo o governo, os hotéis concordaram em comercializar, a partir desta quinta (17), os apartamentos bloqueados e que ainda não foram vendidos.

Fonte: G1