Governo autoriza aumento no preço de medicamentos em até 6,31%

Os reajustes estão divididos em três faixas de medicamento, com mais ou menos participações de genéricos

Foi publicado no Diário Oficial da União de hoje, o reajuste no preço dos medicamentos autorizado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed), órgão do Governo Federal. O reajuste varia de 2,7% a 6,31% .

Os reajustes estão divididos em três faixas de medicamento, com mais ou menos participações de genéricos. A faixa que teve o maior aumento permitido, inclui remédios como omeprazol (gastrite e úlcera) e amoxilina (antibiótico para infecções urinárias e respiratórias).

Sindusfarma critica aumento

Para o Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no estado de São Paulo (Sindusfarma), o reajuste classificado como ?discutível? prejudicará muitas empresas. Segundo comunicado, a indústria teve altas de custos, ?principalmente com pessoal, insumos e matérias-primas, majoritariamente importadas?. Segundo o Sindusfarma, o setor absorveu esse impacto, mas teve queda na rentabilidade. Ainda segundo a nota do sindicato, ?a continuidade dessa situação vai afetar a saúde financeira das empresas, podendo comprometer o lançamento de produtos e os investimentos necessários ao desenvolvimento de medicamentos inovadores?.

Fonte: Extra