Governo eleva previsão e safra deve crescer 10,5% em 2010

País deve produzir 148 milhões de toneladas de grãos, segundo IBGE

A estimativa de agosto do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) para a safra 2010 aponta uma produção de 148 milhões de toneladas, informou nesta quinta-feira (9) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O volume é 1,1% maior que o registrado na previsão de julho, quando a projeção era de 146,4 milhões de toneladas.

Se confirmada, a safra deste ano será 10,5% superior à de 2009 (134,0 milhões de toneladas) e 1,4% maior que a safra recorde anterior apurada no Brasil, em 2008, quando o total de grãos chegou a 146 milhões de toneladas.

Conab

Em outra divulgação do dia sobre a safra, a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) informou que o Brasil chegou ao fim da safra 2009/2010 com uma produção recorde de 148,99 milhões de toneladas de grãos, conforme o resultado de seu 12º levantamento.

Pelos dados da Conab, o desempenho supera o melhor resultado registrado até então, na safra de 2007/2008, quando houve produção de 144,14 milhões de toneladas. Segundo a companhia, o número é 10,3% superior ao da safra de 135,13 milhões de toneladas do período 2008/2009.

Em comparação com o levantamento de agosto da Conab, houve um aumento de 1,9 milhão de toneladas. Os principais responsáveis por esse crescimento foram o reajuste dos dados da área e a produtividade de milho nos Estados de Goiás e Mato Grosso.

Os técnicos da Conab explicam que houve redução da área cultivada na primeira safra de milho, por conta dos preços abaixo do esperado pelos produtores e da escassez de chuvas na região Nordeste, na época da semeadura.

No entanto, a produção ficou muito próxima da obtida na safra anterior, em virtude da recuperação da produtividade. Além disso, a redução prevista de área do milho segunda safra (safrinha) não se verificou. Ao contrário, ocorreu um incremento de 6,3%, informa a Conab.

A safra nacional de milho deve alcançar a produção de 56,124 milhões de toneladas, representando um crescimento de 10,0% em relação à safra anterior.

Já a soja deve fechar a produção em 68,69 milhões de toneladas, 20,2% a mais que no ciclo anterior. A terceira safra do feijão está com 70% do total colhido. Os números da área total plantada são semelhantes aos do último levantamento, com 47,32 milhões de hectares. O estudo foi realizado por 59 técnicos, que ouviram representantes de cooperativas e sindicatos rurais, órgãos públicos e privados, entre 23 e 25 de agosto.

Fonte: R7, www.r7.com