Governo quer ampliar percentual de álcool na gasolina, diz Lobão

Governo quer ampliar percentual de álcool na gasolina, diz Lobão

Atualmente, 20% da composição da gasolina vendida nos postos contém álcool anidro misturado

O governo avalia voltar a ampliar o percentual de álcool misturado à gasolina, disse nesta segunda-feira o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. Ele, no entanto, explicou que esse possível aumento só será feito caso a produção brasileira de álcool cresça de forma mais significativa. Atualmente, 20% da composição da gasolina vendida nos postos contém álcool anidro misturado. Essa proporção era, anteriormente, de 25%, mas foi alterada no ano passado após faltar álcool no mercado, o que impactou diretamente nos preços dos combustíveis, que dispararam.

Lobão esteve em Niterói, região metropolitana do Rio, onde participou da cerimônia de entrega do terceiro navio do Programa de Modernização da Frota (Promef) da Transpetro, subsidiária da Petrobras para as áreas de transporte e logística. Construída pelo estaleiro Mauá e batizada de "Sérgio Buarque de Holanda", a embarcação será voltada para o transporte de combustíveis. Com 183 m de comprimento, tem capacidade para carregar até 56 milhões de l.

O ministro evitou fazer qualquer estimativa a respeito de quando a produção poderia dar um salto, influindo, assim, no percentual do álcool adicionado à gasolina. "Estamos mantendo os 20%, mas a qualquer momento poderemos voltar aos 25%. Se a produção de etanol continuar no patamar em que se encontra hoje, e que estava no ano passado, vamos mantê-la em 20%"", afirmou.

Ao exaltar os investimentos da Petrobras na construção de navios, plataformas e sondas no país, Lobão comentou que o plano de investimentos da estatal em equipamentos deste tipo beiram os R$ 250 bilhões.

Lobão informou ainda que o governo enviou mensagem ao Senado pedindo a recondução de Magda Chambriard, atual diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo (ANP). O mandato dele vencerá em novembro

Fonte: G1