Governos anunciam acordo para resgate do banco Dexia

Pouco depois do anúncio, os dois principais dirigentes do Dexia, o presidente Pierre Richard

Depois do resgate do Fortis, os governos da B?lgica, Fran?a e Luxemburgo conclu?ram nesta ter?a-feira (30) um acordo para injetar 6,4 bilh?es de euros (US$ 9,194 bilh?es) no banco e seguradora franco-belga Dexia, anunciou o primeiro-ministro belga, Yves Leterme.

Pouco depois do an?ncio, os dois principais dirigentes do Dexia, o presidente Pierre Richard e o diretor executivo Axel Miller, pediram demiss?o. O conselho aceitou os dois pedidos.

O acordo para salvar o Dexia foi finalizado ap?s uma longa noite de negocia?es e a inje??o de capital tem como objetivo tranquilizar os mercados, depois que as a?es do Dexia registraram queda de quase 30% na segunda-feira.

O acordo foi confirmado pela presid?ncia francesa. "Depois de negocia?es com as autoridades belgas e luxemburguesas, foi tomada a decis?o de que o Estado participe de um plano de recapitaliza??o do Dexia", indicou a presid?ncia francesa em comunicado, ap?s o encontro que reuniu o presidente Nicolas Sarkozy, o primeiro-ministro, Fran?ois Fillon, a ministra da Economia, Christine Lagarde, o presidente do BC franc?s, Christian Noyer, e o diretor do Tesouro, Xavier Musca.

O resgate do Dexia acontece menos de 48 horas depois da nacionaliza??o parcial do banco belga-holand?s Fortis pelos tr?s pa?ses integrantes do Benelux (B?lgica, Holanda e Luxemburgo).

Fonte: g1, www.g1.com.br