Importação bate recorde e balança volta ao vermelho

Déficit foi de US$ 663 milhões na semana passada, segundo números

As importações bateram recorde ao somar US$ 3,93 bilhões, ou US$ 982,8 milhões por dia útil, na terceira semana deste mês, segundo números divulgados nesta segunda-feira (22) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). O recorde anterior das importações havia sido registrado na primeira semana de agosto de 2008 (US$ 970 milhões de média diária). A série histórica divulgada pelo Ministério tem início em janeiro de 2003.

Sem o equivalente crescimento das exportações na semana passada, que somaram US$ 3,26 bilhões, ou US$ 817 milhões por dia útil, o saldo comercial (vendas externas menos importações) ficou negativo em US$ 663 milhões no período, entre os dias 15 e 21, com quatro dias úteis, ainda segundo números do governo.

Comportamento irregular e crescimento das importações

Os resultados da balança comercial têm apresentado comportamento errático no decorrer deste ano, com o registro de déficits em meio aos saldos positivos. O último déficit semanal havia sido registrado na terceira semana de outubro, com um saldo negativo de US$ 265 milhões. Entretanto, já foram observados déficits em 15 semanas do ano de 2010.

O crescimento das importações em 2010, por sua vez, é reflexo do forte ritmo de crescimento da economia e do dólar baixo. Ambos os fatores impulsionam as compras do exterior, pois as empresas buscam máquinas e equipamentos para a produção, além de matérias-primas. Ao mesmo tempo, os consumidores aproveitam o dólar barato para comprar eletroeletrônicos e produtos alimentícios provenientes do exterior, entre outros.

Acumulado do mês e do ano

No acumulado do mês de novembro, até o dia 21, ainda de acordo com números do governo federal, a balança comercial, por conta dos superávits das duas primeiras semanas deste mês, ainda apresentou resultado positivo. No período, o superávit da balança comercial totalizou US$ 662 milhões.

Já na parcial deste ano, também até 21 de novembro, o superávit da balança comercial brasileira somou US$ 15,28 bilhões, com queda de 33,1% frente ao mesmo período do ano passado (US$ 22,85 bilhões), informou o Ministério do Desenvolvimento.

Números do governo mostram que as compras do exterior avançam, em 2010, a um ritmo bem mais forte do que as exportações brasileiras. De janeiro a 21 de novembro, as importações somaram US$ 160,13 bilhões, ou US$ 724 milhões por dia útil. Já as vendas ao exterior totalizaram US$ 175,41 bilhões no acumulado deste ano, o equivalente a US$ 793 milhões por dia útil. Em 2010, as importações subiram 43,9%, e as exportações avançaram 30,8%.

Fonte: g1, www.g1.com.br