Impostos representam 56% do preço de carro no País, diz pesquisa

Impostos representam 56% do preço de carro no País, diz pesquisa

Estão livres da tributação maior os veículos vindos do México e da Argentina, países com os quais o Brasil tem acordo

O aumento da alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), que passa a valer na próxima sexta-feira, eleva a carga tributária para veículos importados de 48,72% para 56,12%, segundo cálculo do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) divulgado pelo jornal Folha de S. Paulo nesta quarta-feira. Já o percentual para nacionais permanece em 41,21%. O reajuste de 30 pontos percentuais no IPI será aplicado às marcas importadas com índice de nacionalização inferior a 65%, sendo que a redução do tributo está atrelada ao investimento em inovação.

De acordo com o jornal, devido a nova tributação, um cliente que compra um carro coreano Kia Sportage gasolina 2.0, vendido a R$ 93 mil, desembolsa R$ 52 mil para cobrir o custo tributário, por exemplo. Estão livres da tributação maior os veículos vindos do México e da Argentina, países com os quais o Brasil tem acordo. A medida foi anunciada em setembro deste ano, com o decreto prevendo o aumento imediato, mas o Supremo Tribunal Federal julgou o aumento como inconstitucional porque não respeitava o prazo mínimo de 90 dias para elevação de tributos.

Fonte: TERRA.COM.BR