Inadimplência com cheques recua no més de junho, mostra pesquisa

Taxa passou de 3,41%, em maio, para 2,80% do total das transações

Em junho, a taxa de inadimplência com cheques ficou em 2,80% do total das transações, após ter registrado 3,41% no mês anterior, segundo pesquisa da Telecheque, empresa especializada em análise de crédito, divulgada nesta quinta-feira (19). Em junho de 2011, o indicador havia ficado em 2,58%.

O principal motivo para o atraso dos pagamentos continua sendo a falta de fundos, correspondendo a 77,5%. Na sequência, aparece como causa roubos e furtos (3,8%). Os cheques sustados representaram 8,9% da inadimplência em junho, e as fraudes corresponderam a 1,4% do total. Os demais motivos representam os 8,4% do total.

Nas comparações entre as regiões, a Sudeste lidera, com 49% do valor total de cheques sem pagamento. Em seguida, aparecem em segundo lugar a região Nordeste, com 20%; Sul, com 18%; Norte, 8% e Centro- Oeste, com 5%.

De acordo com a pesquisa da Telecheque, o valor médio dos cheques usados nas compras segue em alta. Entre junho de 2011 e junho de 2012, o valor médio passou de R$ 284,53 para R$ 335,98 - alta de 18,08%.

Fonte: G1