Inadimplência deve crescer no segundo semestre

Inadimplência deve crescer no segundo semestre

Excesso de crédito nos últimos meses elevou endividamento dos brasileiros, diz pesquisa

O número de calotes deve voltar a crescer a partir do segundo semestre do ano, mostra pesquisa da Serasa Experian sobre a inadimplência do consumidor. O excesso de crédito nos últimos meses elevou o endividamento dos brasileiros, e isso pode contribuir com o aumento da inadimplência daqui pra frente.

A pesquisa do instituto mostra que os calotes aumentaram em fevereiro e março deste ano. Em março, a alta foi de 13,9% frente a fevereiro. A explicação é que muitas famílias acabaram atrasando outras dívidas para quitar as despesas típicas de início de ano, como IPVA e gastos com escola.

A Serasa explica que o crescimento acelerado do endividamento dos consumidores ao longo dos últimos trimestres, combinado com o novo ciclo de aperto monetário (com a elevação da taxa Selic, atualmente em 8,75%), previsto para começar neste mês, deve elevar a parcela da renda das pessoas comprometida com dívidas.

As boas perspectivas para o crescimento econômico e do mercado de trabalho neste ano podem ajudar a amenizar o impacto dos calotes, ressalta o estudo.

Entre as empresas, o indicador mostrou queda de 2,9% em fevereiro de 2010, o décimo recuo mensal consecutivo. Isso mostra a recuperação da atividade econômica nos principais setores, aumentando os negócios e ajudando as companhias a reduzir seus débitos.

Os dados da Serasa para o primeiro trimestre do ano mostram que, apesar da tendência de alta, o número de dívidas não pagas foi o menor da década. O nível de calote entre janeiro e março recuou 6,7% na comparação com o mesmo período do ano passado - o maior desde 2000.

Fonte: R7, www.r7.com